Info

Cinco guardas prisionais entre os nove detidos da operação na cadeia de Paços de Ferreira

| Norte
Porto Canal com Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) deteve nove pessoas, entre as quais cinco guardas prisionais, dois deles com funções de chefia, no âmbito da investigação "Entre-Grade" de combate ao tráfico de estupefacientes na cadeia de Paços de Ferreira.

Atualizado 06-11-2019 11:44

Em declarações aos jornalistas, esta tarde na sede da Polícia Judiciária no Porto, o diretor PJ do Norte, Norberto Martins, indicou que além das diligências realizadas no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, no âmbito desta operação também foram feitas buscas nas cadeias do Porto, Santa Cruz do Bispo (masculino), Guimarães, Monsanto e Vale dos Judeus.

O esquema consistia na introdução de drogas no estabelecimento prisional, maioritariamente haxixe e cocaína, tendo sido apreendidos também "vários telemóveis" e 20 mil euros em dinheiro.

Os nove detidos correspondem a cinco guardas prisionais, dois deles chefes, um ex-recluso e outras pessoas, nomeadamente familiares envolvidos no esquema.

Além dos detidos, que serão presentes quarta-feira a primeiro interrogatório no Tribunal Criminal de Marco de Canavezes, "o processo tem mais de 30 arguidos", informou a PJ do Porto.

Esta operação incluiu 52 buscas em estabelecimentos prisionais, domicílios e espaços comerciais.

Segundo um comunicado da PJ divulgado esta manhã, as buscas realizadas no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira foram presididas por três magistrados do Ministério Público.

A operação policial, que ocorreu no âmbito de inquéritos titulados pelo DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] de Porto Este-Penafiel, deu também cumprimento a seis mandados de detenção.

+ notícias: Norte

Remoção dos resíduos perigosos depositados em São Pedro da Cova "vai finalmente avançar"

A remoção dos resíduos perigosos depositados em São Pedro da Cova, Gondomar, "vai finalmente avançar", disse hoje o presidente da câmara local, Marco Martins, revelando que o visto do Tribunal de Contas (TdC) que faltava chegou "esta semana".

Urgência noturna gastroenterologia de Braga encerrada. Ordem dos Médicos considera "inaceitável"

A urgência noturna de gastroenterologia do Hospital de Braga foi encerrada, uma situação que a direção diz ser "temporária", mas que a Ordem dos Médicos (OM) classificou de "inaceitável" por "aumentar a pressão" dos centros hospitalares do Porto.

Tribunal declara a insolvência da Cervejaria Galiza no Porto

O Tribunal de Comércio de Vila Nova de Gaia declarou a insolvência da Cervejaria Galiza, no Porto, requerida por um dos credores por dívida de quase 12.000 euros, e deu 30 dias para a reclamação de créditos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.