Info

Rotatividade nas urgências de pediatria e obstetrícia na Grande Lisboa está em estudo

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 16 out 2019 (Lusa) - O Ministério da Saúde admite que algumas urgências de pediatria e de obstetrícia da Grande Lisboa possam vir a funcionar em rotatividade ou a contar com um reforço dos cuidados de saúde primários.

A propósito da dificuldade que se vive na urgência pediátrica do Garcia de Orta, em Almada, a ministra Marta Temido lembrou que o Ministério da Saúde está a trabalhar na reorganização das urgências metropolitanas, com uma preocupação especial nas áreas da pediatria e de ginecologia e obstetrícia.

"A expectativa é que a muito curto prazo, dentro de 30 ou 40 dias, possamos ter alternativas de funcionamento, com melhor eficiência e satisfação dos profissionais e não termos interrupção na resposta [das urgências]", afirmou hoje aos jornalistas.

A rotatividade de funcionamento das urgências das várias unidades nas especialidades mais críticas é uma das possibilidades, como assumiu a ministra, em resposta à agência Lusa.

Outra hipótese poderá passar pelo reforço ou alargamento do horário dos centros de saúde e das restantes unidades de cuidados de saúde primários.

A rotatividade ou o funcionamento alternado em determinados dias no período noturno, por exemplo, é apenas uma das hipóteses em cima da mesa.

"Há várias hipóteses, a rotatividade é uma das que pode ser suscitada. (...) O SNS funciona em rede. A resposta que dá não é exclusiva de um sítio", lembrou Marta Temido em declarações aos jornalistas à margem de uma conferência em Lisboa.

Em relação à urgência de pediatria do Garcia de Orta, no médio prazo a ministra espera que abra concurso para recém-especialistas em pediatria até ao final do ano e "tenha mais sucesso que os anteriores".

Em termos de curto prazo, e depois de a urgência ter fechado na noite de sábado e madrugada de domingo, o Garcia de Orta já terá encontrado uma solução entre os seus médicos para assegurar a urgência pediátrica noturna durante a semana e com a União das Misericórdias para dar estabilidade às equipas aos fins de semana. Ao mesmo tempo, outros hospitais da zona de Lisboa poderão continuar a dar apoio de profissionais ao Garcia de Orta.

A urgência pediátrica do Garcia de Orta esteve encerrada na noite de sábado e na madrugada de domingo por falta de pessoal médico. O Hospital já tinha aberto um concurso para colocar pediatras, mas não houve candidatos.

Os pediatras do Garcia de Orta e os internos desta especialidade já se queixaram da situação que se vive no serviço de urgência à Ordem dos Médicos, que pelo menos há um ano tem vindo a alertar para o problema da pediatria no hospital em Almada.

ARP // ZO

Lusa/fim

+ notícias: País

Portugal com mais 11 mortos e mais 374 infetados por Covid-19 do que na quinta-feira

Portugal regista hoje mais 11 mortos devido à doença covid-19 do que na quinta-feira e mais 374 infetados, dos quais 300 na Região de Lisboa e Vale do Tejo, divulgou a Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Covid-19: Próximo ano letivo vai ter mais tempo de aulas e menos férias

Os alunos vão ter mais dias de aulas e menos dias de férias no próximo ano letivo, anunciou hoje o ministro da Educação, confirmando que o regresso às escolas será presencial.

Operação Marquês: Juiz não marca ainda data da decisão instrutória devido a complexidade do processo

O juiz Ivo Rosa revelou hoje que não irá para já revelar a data da decisão instrutória da Operação Marquês devido à enorme complexidade e ao número de volumes que compõem o processo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.