Info

Motoristas: Fectrans e Antram concluem negociação do contrato coletivo de trabalho

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 14 out 2019 (Lusa)- A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) e a associação de transportadores de mercadorias concluíram hoje o processo negocial de revisão do contrato de trabalho, que atualiza a tabela salarial em 11,1% para os motoristas de pesados.

"Teve lugar hoje a última reunião de negociação do CCTV [Contrato Coletivo de Trabalho Vertical] subscrito entre a Fectrans e a Antram [Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias], tendo as comissões negociadoras acordado um texto final, que será no decorrer desta semana analisado pelos órgãos competentes das duas entidades", avançou, em comunicado, a federação sindical.

Neste texto são consolidados os pontos contidos no memorando de entendimento de 14 de agosto, que atualiza em 11,1% a tabela salarial para os motoristas de pesados, bem como "as principais cláusulas pecuniárias" em, pelo menos, 4%.

"O resultado da negociação traduz-se num CCTV com nova estrutura, que contém uma parte geral e que autonomiza os capítulos referentes ao transporte nacional, outro ao internacional/ibérico e outro sobre as matérias perigosas", indicou a Fectrans.

De acordo com esta estrutura, foi possível, através da alteração da redação e da clarificação de diversas cláusulas, "evoluir em diversas matérias".

Entre estes pontos inclui-se a definição de limites nos tempos de trabalho.

"Fica claro que todo o tempo, incluindo o de disponibilidade, é pago. Da aplicação deste CCTV não pode resultar uma diminuição da retribuição líquida do trabalhador", lê-se no comunicado.

PE // CSJ

Lusa/Fim

+ notícias: País

PSP e GNR denunciam falta de equipamentos das forças de segurança

Os líderes sindicais da PSP e da GNR garantem que muitos polícias e militares prestam serviço com coletes à prova de bala ou gás pimenta fora de prazo. Existe até um movimento chamado Tetris Challenge a alertar de forma irónica para esta situação e para a falta de equipamento das forças de segurança portuguesas.

74% dos portugueses admitem utilizar o telemóvel quanto conduzem

Os portugueses estão entre os condutores que mais utilizam o telemóvel enquanto conduzem incluindo o recurso ao sistema mãos livres, com as devidas consequências e riscos que daí podem advir. Um estudo que abrangeu 5 mil condutores europeus indica que 74% dos portugueses que conduzem admitem o uso do telemóvel. Mas o cenário é ainda mais preocupante.

Estradas encerradas na serra da Estrela devido à queda de neve

Algumas das estradas de acesso à serra da Estrela estão hoje encerradas devido à queda de neve, formação de gelo e vento forte, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Castelo Branco.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.