ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

ONG pedem porto seguro para desembarcar 176 migrantes resgatados no fim de semana

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 14 out 2019 (Lusa) - As duas ONG que gerem o navio humanitário Ocean Viking pediram à União Europeia (UE) que indique rapidamente um porto seguro para desembarcarem os 176 migrantes de diferentes países africanos que resgataram na costa da Líbia no fim de semana.

"Já é a quarta vez desde o início das operações da Ocean Viking que esperamos por um lugar seguro para desembarcar", disse num comunicado a SOS Méditerranée, que administra o navio juntamente com os Médicos Sem Fronteiras (MSF).

Além disso, a nota referiu que os Governos "falharam" na implementação de "um mecanismo de desembarque previsível" e que os acordos alcançados pontualmente para cada ocasião "não podem ser a solução".

O navio deixou a zona de resgate na costa da Líbia e seguia para o norte. Na manhã de hoje, estava entre a ilha italiana de Lampedusa e Malta.

As duas ONG recusaram-se a levar migrantes para Trípoli, como as autoridades líbias haviam indicado, porque não consideram a Líbia um país seguro.

No final do sábado, depois de a ONG Alarm Phone lançar um alerta sobre uma embarcação em perigo, o Ocean Viking resgatou 68 homens e seis menores não acompanhados nas proximidades de uma plataforma de petróleo.

O segundo resgate, também graças a um aviso do Alarm Phone, permitiu resgatar 102 pessoas, entre as quais quatro mulheres grávidas e nove crianças menores de 16 anos.

"Mais uma vez, teremos de esperar com essas pessoas a bordo", disse a diretora-geral adjunta da SOS Méditerranée à agência de notícias EFE, sublinhando que parado, o Ocean Viking não pode continuar com seu trabalho de resgate que "tanta falta faz" nessa área.

Vários países liderados pela França e Alemanha concordaram no final de setembro num dispositivo para a distribuição de migrantes resgatados, mas apenas os do Mediterrâneo central.

CSR // FPA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Covid-19: Pelo menos 555 mil mortos e mais de 12,2 milhões de infetados no mundo

A pandemia do novo coronavírus já causou a morte a pelo menos 555.036 pessoas e infetou mais de 12,2 milhões em todo o mundo desde dezembro, segundo um balanço da agência AFP baseado em dados oficiais.

Covid-19: OMS admite transmissão pelo ar e pede que se evitem espaços fechados

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admitiu hoje haver novas provas de que o novo coronavírus se transmite pelo ar e recomendou medidas como evitar espaços fechados e uso de máscara.

Covid-19: China aprova vacina para uso exclusivo dos militares

A China aprovou esta segunda-feira uma vacina contra o novo coronavírus, para uso interno no Exército de Libertação Popular, as forças armadas do país, após resultados positivos nos ensaios clínicos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.