Info

OPEP indica que produção de petróleo saudita caiu em setembro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Paris, 10 out 2019 (Lusa) - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) registou um forte recuo da sua produção em setembro, devido essencialmente a uma queda da produção da Arábia Saudita após um ataque, indica o relatório mensal publicado hoje.

A produção da OPEP baixou para 28,491 milhões de barris por dia, um recuo de 1,318 milhões de barris por dia, sob impacto da descida da produção saudita. Esta desceu em 1,28 milhões de barris por dia e ficou em 8,564 milhões de barris diários, de acordo com fontes citadas no relatório.

A parte da OPEP na produção mundial neste período desceu 0,8% para 29,3%.

A produção de petróleo da Arábia Saudita, o maior exportador mundial, desceu após os ataques a instalações petrolíferas reivindicados pelos rebeldes huthis do Iémen, em meados de setembro. Dias depois, Riade disse ter recuperado totalmente a capacidade de produção que tinha antes do ataque.

A OPEP também reviu ligeiramente em baixa a sua previsão de procura mundial de crude para 2019, mas deixou inalterada a de 2020.

EO // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Covid-19: Confederação do Comércio e Serviços está contra mudanças no regime de 'lay-off'

A Confederação do Comércio e Serviços rejeita mudanças no lay-off. A entidade defende que seria preferível estender o atual regime por mais três meses, nas mesmas condições.

Setor dos transportes de passageiros acusa patrões de fraude ao Estado

Os trabalhadores dos transportes de passageiros acusam os patrões do setor de fraude ao Estado português. Em causa está a grande quantidade de motoristas em situação precária, enquanto as empresas continuam a receber subsídios estatais.

Comissão Europeia "otimista" sobre rápida retoma económica em Portugal

A Comissão Europeia diz estar "razoavelmente otimista" sobre uma "rápida recuperação" económica de Portugal após a crise gerada pela covid-19 e considera que a forma como o país "controlou" a pandemia beneficiará a retoma do turismo este verão.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.