Info

Banco de Portugal prevê crescimento da economia de 2% este ano

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 out (Lusa) -- O Banco de Portugal estima que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 2% este ano, o que significaria o abrandamento da economia face ao crescimento de 2,4% registado em 2018, segundo o Boletim Económico de Outubro, hoje divulgado.

Segundo o Boletim Económico de Outubro, hoje divulgado, as previsões significam que "a economia portuguesa continua em expansão em 2019, pelo sexto ano consecutivo, mas a um ritmo inferior ao observado no passado recente".

O abrandamento da atividade económica deverá resultar, segundo o Banco de Portugal, do "menor contributo das exportações, num quadro de crescimento mais fraco do comércio mundial e da procura externa dirigida à economia portuguesa", enquanto espera que "o contributo da procura interna se mantenha inalterado".

Em junho, no Boletim Económico daquele mês, o Banco de Portugal tinha uma previsão de crescimento económico para este ano de 1,7%, a mesma previsão feita em março.

Contudo, referiu hoje, as projeções agora conhecidas "não são diretamente comparáveis com as de junho, devido à revisão recente das séries de contas nacionais e de balança de pagamentos", uma vez que a incorporação de nova informação tem implicações importantes sobre o nível de crescimento e agregados macroeconómicos.

Em 23 de setembro, o Instituto Nacional de Estatística (INE) melhorou em três décimas o crescimento PIB em 2018, de 2,1% para 2,4%, tendo explicado que essa revisão foi feita no âmbito das revisões regulares das contas nacionais, que introduzem desenvolvimentos na metodologia e incorporam resultados de fontes com informação com frequência menos regular do que anual.

Ainda segundo o Boletim Económico hoje divulgado, no primeiro semestre deste ano a economia portuguesa desacelerou ligeiramente ao crescer 2% em termos homólogos.

IM (ECR) // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Isabel dos Santos vai sair da Efacec Power Solutions

A Efacec Power Solutions anunciou hoje que a empresária angolana Isabel dos Santos, envolvida no denominado processo 'Luanda Leaks', decidiu "sair da estrutura acionista" da empresa, "com efeitos definitivos", tendo os seus representantes renunciado aos cargos no grupo.

Banco de Portugal retirou 8.923 notas contrafeitas de circulação no 2.º semestre

O Banco de Portugal (BdP) retirou 8.923 notas contrafeitas de circulação no segundo semestre, mais 1.496 do que no primeiro semestre, segundo dados hoje divulgados.

Dormidas turísticas em Portugal aumentaram 3,4% em 2019, acima da média da UE

O número de noites passadas em estabelecimentos turísticos subiu 3,4% em Portugal em 2019, acima da média de 2,4% da União Europeia (UE), com a percentagem de hóspedes estrangeiros a progredir 2,6%, segundo o Eurostat.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.