Info

Previsão de crescimento de Angola revista em baixa para 0,7% este ano

| Economia
Porto Canal com Lusa

Washington, 10 out 2019 (Lusa) - O Banco Mundial reviu hoje em baixa a previsão de crescimento para a economia de Angola, antecipando agora uma expansão de 0,7% este ano, 0,3 pontos percentuais abaixo da estimativa feita em abril.

"Em Angola, prevê-se um crescimento de 0,7%, o que é 0,3 pontos percentuais mais baixo do que a previsão de abril, e 2,2% em 2020 e 2,7% em 2021", lê-se no relatório 'Africa's Pulse', a atualização económica semestral do Banco Mundial para a região.

Sobre Angola, os analistas desta instituição financeira multilateral dizem que "o crescimento deve continuar moderado em 2019, já que a expansão modesta do setor não petrolífero, apoiada pelas reformas para melhorar o ambiente de negócios, é compensada pelo contínuo desempenho abaixo do potencial do setor petrolífero, devido aos poços em envelhecimento".

O crescimento, acrescentam, "deverá recuperar gradualmente à medida que o novo investimento ajuda a equilibrar as dificuldades do setor petrolífero".

No relatório do Banco Mundial, divulgado nas vésperas da realização dos Encontros Anuais em Washington, afirma-se que "o crescimento geral na África subsaariana deverá aumentar para 2,6% em 2019, o que compara com os 2,5% em 2018, 0,2 pontos percentuais inferior à previsão de abril".

De acordo com os analistas, "o fraco desempenho das três maiores economias da região - Nigéria, África do Sul e Angola - pesou no crescimento geral: "A recuperação nestas economias manteve-se fraca e está a pesar nas perspetivas da região".

"Na Nigéria, o crescimento do setor não petrolífero tem sido lento, enquanto em Angola o setor petrolífero manteve-se fraco, e na África do Sul a pouca confiança dos investidores está a pesar na atividade económica", acrescentam.

A edição deste semestre do principal relatório da instituição sobre África inclui secções especiais sobre a aceleração da redução da pobreza e a promoção da afirmação das mulheres: "O 'empoderamento' das mulheres é o caminho certo para impulsionar o crescimento. Os decisores políticos africanos enfrentam uma importante escolha: manter tudo como está ou dar passos deliberados para uma economia mais inclusiva", disse o vice-presidente do Banco Mundial para África, Hafez Ghanem.

MBA // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Isabel dos Santos vai sair da Efacec Power Solutions

A Efacec Power Solutions anunciou hoje que a empresária angolana Isabel dos Santos, envolvida no denominado processo 'Luanda Leaks', decidiu "sair da estrutura acionista" da empresa, "com efeitos definitivos", tendo os seus representantes renunciado aos cargos no grupo.

Banco de Portugal retirou 8.923 notas contrafeitas de circulação no 2.º semestre

O Banco de Portugal (BdP) retirou 8.923 notas contrafeitas de circulação no segundo semestre, mais 1.496 do que no primeiro semestre, segundo dados hoje divulgados.

Dormidas turísticas em Portugal aumentaram 3,4% em 2019, acima da média da UE

O número de noites passadas em estabelecimentos turísticos subiu 3,4% em Portugal em 2019, acima da média de 2,4% da União Europeia (UE), com a percentagem de hóspedes estrangeiros a progredir 2,6%, segundo o Eurostat.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.