Info

Paulo Gonçalves foi o melhor dos portugueses no Rali de Marrocos de todo-o-terreno

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Fez, Marrocos, 09 out 2019 (Lusa) - Paulo Gonçalves (Hero) terminou hoje como o melhor representante português no Rali de Marrocos de todo-o-terreno, após a quinta e última especial desta prova de encerramento do Campeonato do Mundo.

O piloto de Esposende, que foi o primeiro a partir para a etapa de hoje por ter vencido na terça-feira, terminou a prova no 13.º lugar final, a 58.24 minutos do vencedor, o norte-americano Andrew Short (Husqvarna).

Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) concluiu a prova marroquina em 15.º, a 1:06.22 horas do vencedor, enquanto Mário Patrão (KTM) foi o 22.º, a 2:52.22 de Short.

Nesta derradeira etapa, com um total de 456,84 quilómetros, entre Erfoud e Fez, Paulo Gonçalves foi apenas o 20.º classificado, a 15.50 minutos do australiano Toby Price (KTM), o mais rápido do dia.

"Foi uma edição bastante dura e complicada em termos de navegação. Ontem [terça-feira] venci a especial e hoje parti a abrir a pista. Era uma especial com muita montanha. Optei por uma condução tranquila, para não cometer erros. Ao quilómetro 80, os pilotos que partiram atrás de mim, que discutiam a geral, apanharam-me e deixei-os passar", explicou o piloto de Esposende.

Paulo Gonçalves, que se estreia este ano com a marca indiana, considera que "foi um teste muito bom". "Não tivemos nenhum problema mecânico. Vamos continuar a trabalhar e esperar um bom Dakar", frisou, em declarações à agência Lusa.

Joaquim Rodrigues Jr. valorizou, também, a "experiência". "Foi a última corrida antes do Dakar, pelo que queríamos reunir o máximo de informação possível sobre as motas. Agora, é tempo de descansar um pouco antes de nos concentrarmos definitivamente no Dakar", concluiu.

Já Mário Patrão considerou que "foram etapas de navegação difícil". "Foi uma prova exigente. Nas terceira e quarta especiais, o 'roadbook' apenas nos foi entregue poucos minutos antes da corrida, o que condicionou um pouco a organização do percurso por parte dos pilotos e a perceção dos perigos, mas o objetivo foi cumprido", sublinhou.

O britânico Sam Sunderland (KTM) sagrou-se campeão mundial de todo-o-terreno, batendo Andrew Short por 14 pontos.

Nos SSV, Mário Franco/Rui Franco (Yamaha) terminaram em quinto lugar, enquanto Rui Serpa/Nuno 'Matias' Guilherme concluíram a prova na nona posição.

AGYR // VR

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

Ana Catarina Nogueira: uma campeã portuense

Ana Catarina Nogueira é um nome de referência no padel português. O Porto Canal foi descobrir como nasceu a paixão por esta modalidade.

Euro2020: André Gomes substitui lesionado William Carvalho na seleção portuguesa

O médio do Everton André Gomes foi na quarta-feira convocado para a seleção portuguesa, para substituir William Carvalho, para os jogos com Luxemburgo e Ucrânia, de qualificação para o Euro2020, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Dick Jaspers quer FC Porto campeão europeu de bilhar

As rondas de qualificação da Taça da Europa de Clubes de Bilhar já começaram no Dragão Caixa mas o FC Porto só entra em prova na fase final da competição que começa no próximo sabádo. Até lá os dias são de preparação para Dick Jaspers, o jogador holandês do FC porto, que é o número 1 do ranking mundial, quer ajudar a equipa a vencer novamente o titulo europeu.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.