Info

Euro sobe ligeiramente após quatro sessões consecutivas a perder

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 out 2019 (Lusa) -- O euro subiu hoje ligeiramente, mas manteve-se abaixo dos 1,10 dólares, após quatro sessões consecutivas a perder, perante a expetativa de que a reserva federal norte-americana (Fed) vá abrandar a sua política monetária.

Às 18:14 (hora de Lisboa), o euro seguia a 1,0976 dólares, quando na terça-feira, pela mesma hora, negociava a 1,0951 dólares.

O euro também subiu em comparação com a libra e com o iene.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou hoje a taxa de câmbio de referência do euro em 1,0981 dólares.

O mercado aumentou a expetativa de uma descida das taxas de juro nos Estados Unidos.

O presidente da Fed, Jerome Powell, já afirmou que vai aumentar a compra a títulos a curto prazo do Tesouro dos EUA para evitar que se repitam as recentes perturbações nos mercados financeiros de muito curto prazo.

De acordo com os analistas consultados pela agência EFE, a pressão sobre a Fed aumentou porque outros bancos centrais baixaram as suas taxas de juro e o BCE vai voltar a comprar dívida da zona euro.

Divisas..........hoje...............terça-feira

Euro/dólar.......1,0976....................1,0951

Euro/libra......0,89921.................. 0,89634

Euro/iene........118,01................... 117,36

Dólar/iene.......107,52................... 107,16

PE // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Covid-19: Valença e Tui exigem reabertura imediata da ponte centenária

Os presidentes das câmaras de Valença, no Alto Minho, e de Tui, na Galiza, lançaram hoje "um pedido de socorro" aos governos de Portugal e de Espanha, exigindo a reabertura imediata da ponte centenária que liga a eurocidade.

Covid-19: Trabalhadores independentes podem pedir apoio de maio a partir de sábado

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, ficará disponível na Segurança Social Direta no sábado, podendo ser entregue até 09 de junho.

Investimento cofinanciado pelo Portugal 2020 e executado até 2023 representa 9 mil ME 

O investimento público e privado, cofinanciado pelo Portugal 2020, cuja execução está definida até 2023, representa nove mil milhões de euros, avançou hoje, em Lisboa, o ministro do Planeamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.