Info

João Almeida planeia moção de estratégia a congresso do CDS sem excluir candidatura

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 07 out 2019 (Lusa) -- O deputado e porta-voz do CDS João Almeida admitiu hoje, à agência Lusa, apresentar uma moção de estratégia ao próximo congresso e não exclui uma eventual candidatura à sucessão de Assunção Cristas à liderança do partido.

"Não estava de todo nos meus planos... nem agora nem nunca" uma candidatura à presidência dos centristas, afirmou João Almeida, acrescentando ser importante que, perante o resultado nas legislativas de domingo, com uma votação de 4,25%, o partido faça uma reflexão.

Horas depois de ter escrito, na sua conta do Facebook, que o CDS teve uma "derrota estrondosa", João Almeida afirmou que este resultado "obriga a repensar a estratégia" e fazer uma "reflexão profunda sobre o futuro" do partido.

Apesar de não estar nos seus horizontes, o deputado não se exclui de uma eventual corrida, afirmou sentir-se "obrigado" a essa reflexão pessoal face ao "estado do partido" que saiu das legislativas de domingo.

NS // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Bloco de Esquerda diz que o negócio do El Corte Inglês é altamente lesivo para o Estado

O Bloco de Esquerda diz que o negócio do El Corte Inglês no terreno da antiga estação ferroviária da Boavista, no Porto é altamente lesivo para o Estado. O partido critica o facto dos contratos feitos entre a Infraestruturas de Portugal, ainda proprietária do terreno, e o grupo espanhol, "nunca terem sido disponibilizados".

Catarina Martins defende a eliminação das portagens no interior do país

O Bloco que Esquerda quer eliminar as portagens nas Scut do interior do país. Depois o PCP é a vez do Bloco defender o fim das portagens como forma de diminuir as assimetrias no interior do país.

Gestão dos rios portugueses. Mais um exemplo de centralismo?

A gestão dos recursos hídricos que está totalmente centrada na Agência Portuguesa do Ambiente, é mais um exemplo do centralismo em Portugal. A conclusão é de uma investigadora da Faculdade de Engenharia do Porto que concluiu que existe uma enorme disparidade entre Portugal e Espanha na forma como os rios são geridos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

"Este mundo espantoso, inquieto e...

D'Mais

Hora do chá - o que é o...