Info

Um morto em despiste por ravina junto a um dos extremos dos passadiços de Arouca

Um morto em despiste por ravina junto a um dos extremos dos passadiços de Arouca
| Norte
Porto Canal com Lusa

Um homem morreu hoje em Espiunca, concelho de Arouca, após um despiste em que o seu automóvel acabou parcialmente submerso no rio, sob a ponte junto a uma das entradas dos Passadiços do Paiva, disse fonte dos bombeiros.

Segundo disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro, as autoridades foram acionadas para o local às 08:45 e, quando os bombeiros de Arouca e Vale de Cambra chegaram à zona da ponte de Espiunca, já se depararam com o corpo do homem a flutuar no rio Paiva, a cerca de 30 metros de distância da viatura.

Identificada como tendo 43 anos, a vítima "foi de imediato resgatada" para terra, com o óbito a ser declarado no local pelos técnicos da viatura de emergência médica do Hospital de Santa Maria da Feira.

O automóvel, por sua vez, às 12:40 continuava parcialmente submerso ao fundo da ravina e a ser sujeito a operações de reboque destinadas a removê-lo para a estrada.

Uma equipa de mergulhadores também foi destacada para o local, na tentativa de verificar se o despiste terá causado outras vítimas que possam ter sido arrastadas pela água ou encontrar-se ainda submersas.

+ notícias: Norte

Mata do Camarido, em Caminha, está a ser recuperada com projeto de gestão que ronda os 35 mil euros

A Mata Nacional do Camarido em caminha está a ser recuperada através de um plano de gestão pensado para durar 15 anos. O investimento ronda os 35 mil euros.

Autarquia do Porto admite criar 'drive-in' no queimódromo para visualização dos jogos da Primeira Liga

A Câmara Municipal do Porto está a ponderar abrir o queimódromo com sistema 'drive-in' para a visualização dos jogos que faltam disputar na Primeira Liga. A ideia foi debatido num encontro hoje entre Rui Moreira e Pedro Proença.

Covid-19: Viana do Castelo lança campanha para transmitir confiança ao consumidor no comércio local

Viana do Castelo lançou uma nova campanha que visa transmitir e demonstrar confiança e segurança na reativação do pequeno e médio comércio. Os empresários anseiam a reabertura total das fronteiras, principalmente com a Galiza.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.