Info

GNR investiga morte de homem vítima de atropelamento seguido de fuga em Vila Real

GNR investiga morte de homem vítima de atropelamento seguido de fuga em Vila Real
| Norte
Porto Canal com Lusa

A GNR está a investigar a morte de um homem que foi hoje vítima de atropelamento seguido de fuga na EN2, nas Flores, concelho de Vila Real, disse fonte das relações públicas da GNR de Vila Real.

A fonte avançou à Lusa que estão a fazer as "diligências" necessárias para investigar quem foi o "autor" de um alegado atropelamento, seguido de fuga, que levou à morte de um homem com cerca de 60 anos.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorros (CDOS) de Vila Real, a ocorrência foi registada esta madrugada, às 02:13, na Estrada Nacional 2 (EN2), na zona das Flores.

"Fomos acionados por um popular a pedir ajuda por um suposto atropelamento seguido fuga, na localidade de Flores", disse, por seu turno, o comandante dos Bombeiros Voluntários de Cruz Branca, Orlando Matos.

A vítima deu entrada como ferido grave no Hospital de Vila Real e morreu esta manhã naquela unidade hospitalar, adiantou a mesma fonte da GNR.

No local estiveram 13 elementos dos Bombeiros Voluntários de Cruz Branca, GNR e PSP de Vila Real.

+ notícias: Norte

Declaração do Rivoli está suspensa após reunião entre António Costa, Rui Moreira e Eduardo Vítor Rodrigues

Está suspensa a Declaração do Rivoli que pedia ao Governo a paragem imediata do processo de Descentralização para novas negociações com os autarcas. Uma decisão anunciada por Eduardo Vítor Rodrigues em exclusivo ao Porto Canal após uma reunião entre António Costa, Rui Moreira e o próprio de Eduardo Vitor Rodrigues.

Operação Éter: Autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras arguidos em investigação às lojas de turismo

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito da Operação Éter.

Edifício que está a ser construído em Campanhã para um hospital privado passa a hotel sem conhecimento da Câmara

O edifício que está a ser construído em Campanhã junto ao Estádio do Dragão vai ser uma unidade hoteleira mas o projeto inicial destinava-se a um hospital privado. Uma alteração que a Câmara do Porto diz desconhecer e garante desde já que o Plano Diretor Municipal não o permite.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.