Info

Mulher morre e dois homens ficam feridos em colisão na EN4 na zona de Borba

| País
Porto Canal com Lusa

Borba, Évora, 18 set 2019 (Lusa) -- Uma mulher morreu e dois homens ficaram feridos, um com gravidade, devido à colisão entre um automóvel e um pesado de mercadorias ocorrida hoje na Estrada Nacional (EN) 4, em Borba (Évora), revelou a Proteção Civil.

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora disse à agência Lusa que o alerta para o acidente, "perto de Borba", foi dado aos bombeiros às 13:39.

A vítima mortal é uma mulher, de 48 anos, enquanto os feridos são dois homens, um deles "de 75 anos e com ferimentos graves" e o outro de 44 anos e com ferimentos ligeiros, adiantou a mesma fonte.

Contactada pela Lusa, fonte do Comando Territorial de Évora da GNR revelou que a vítima mortal e o ferido grave "seguiam no veículo ligeiro de passageiros" envolvido no acidente, enquanto "o ferido ligeiro era o condutor do pesado de mercadorias".

O ferido grave foi transportado num helicóptero do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE), afirmou o CDOS, referindo que o corpo da vítima mortal foi levado para os serviços de medicina legal da mesma unidade hospitalar.

Já o ferido leve, acrescentou, foi transportado pelos bombeiros para o Serviço de Urgência Básico do Centro de Saúde de Estremoz.

A EN4, na zona do acidente, esteve cortada temporariamente ao trânsito, nos dois sentidos, para permitir a aterragem do helicóptero do INEM, mas "já foi reaberta e o trânsito circula de forma alternada", uma vez que o pesado ainda se encontra na via, indicaram o CDOS e a GNR.

"O pesado de mercadorias ainda está a aguardar remoção por um reboque", sublinhou a fonte da GNR contactada pela Lusa.

O sinistro mobilizou um total de 24 operacionais, apoiados por oito veículos e um helicóptero, dos bombeiros de Borba, da GNR e do INEM.

RRL // ROC

Lusa/fim

+ notícias: País

Covid-19: DGS apela às pessoas que venham de áreas afetadas para não irem às urgências

A diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, apelou hoje às pessoas que regressem de Itália ou de outras áreas afetadas pelo novo coronavírus e que não apresentem sintomas da doença para não se deslocarem aos serviços de urgência.

Covid-19: Primeiro-ministro apela a boas práticas sem "pânicos desnecessários"

O primeiro-ministro afirmou hoje que é preciso agir sem "pânicos desnecessários" na questão do coronavírus, referiu que para já não há necessidade de fechar fronteiras ou escolas, mas desaconselhou as viagens de estudantes na altura da Páscoa.

Ministra da Saúde desvaloriza casos suspeitos de coronavírus nas urgências que foram encaminhados para casa

A ministra da Saúde desvaloriza os casos avançados pelo Porto Canal de pessoas que não foram encaminhados para exames mesmo apresentando sintomas e dizendo que tinham estado em zonas afetadas pelo coronavírus. Marta Temido diz que não são os únicos critérios para serem validados casos suspeitos de coronavírus.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.