Info

Polícia Judiciária faz buscas no MAI e na Proteção Civil por causa do caso das golas anti-fumo

Polícia Judiciária faz buscas no MAI e na Proteção Civil por causa do caso das golas anti-fumo
| País
Porto Canal com Lusa

A Polícia Judiciária está quarta-feira a fazer buscas nas instalações do Ministério da Administração Interna (MAI) e na Autoridade Nacional da Proteção Civil, alegadamente por causa do caso das golas antifumo.

Em nota enviada à comunicação social, o MAI confirma as buscas, adiantando que "está a ser prestada toda a colaboração na realização das referidas diligências".

Vários órgãos de comunicação social estão a divulgar a realização destas buscas, indicando que as diligências estão relacionadas com o 'dossier' das golas antifumo do programa "Aldeia Segura" e que em causa estão suspeitas de crimes de participação económica em negócio e desvio de subsídio.

O caso das golas antifumo levou em julho o ministro da Administração Interna a abrir um inquérito sobre a contratação de "material de sensibilização para incêndios".

Dois dias depois da decisão do ministro, o adjunto do secretário de estado da Proteção Civil demitiu-se após ter sido noticiado o seu envolvimento na escolha das empresas que produziram os 'kits' de emergência que continham as golas antifumo para o programa "Aldeia Segura".

+ notícias: País

Porto, Braga e Guimarães entre as cinco cidades Portuguesas que já sentem alterações climáticas

Centenas de cidades do mundo já estão a sentir os efeitos das alterações climáticas, como Lisboa, Porto, Braga, Cascais e Guimarães, em Portugal, mas só metade estão a tomar medidas, diz um estudo esta terça-feira divulgado.

Despiste provoca um morto em Sernancelhe

O despiste de uma viatura ligeira na Estrada Nacional (EN) 226, no concelho de Sernancelhe, provocou um morto, disse hoje à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Viseu.

Equipa de resgate procura quatro espeleólogos portugueses em gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, com os trabalhos de socorro a serem dificultados pelo aumento do nível da água.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Porto Legends - The Underground...