Info

GNR resgata quatro jovens perdidos na Serra do Gerês

GNR resgata quatro jovens perdidos na Serra do Gerês
| Norte
Porto Canal com Lusa

Quatro jovens estrangeiros, três neozelandeses e um cabo-verdiano, foram resgatados pela GNR na madrugada deste domingo após se terem desorientado na Serra do Gerês, disse à Lusa a GNR de Braga.

Segundo a fonte, cerca das 22h00 de sábado os jovens - três homens e uma mulher – pediram apoio via telemóvel ao posto territorial da GNR de Terras de Bouro, por se terem afastado da trajetória que seguiam e não conseguirem orientar-se.

“O posto informou o CDOS [Comando Distrital de Operações de Socorro] de Braga, que ativou a equipa do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR, que procedeu ao resgate”, disse.

Conforme explicou a fonte do Comando Territorial de Braga da GNR, os jovens enviaram via ‘Whatsapp’ às autoridades as coordenadas GPS do local onde se encontravam, tendo sido localizados pelo GIPS pelas 01h00 deste domingo, num local “bastante distante da estrada”.

Os jovens encontravam-se bem e a operação foi dada como finalizada pelas 04h00 da madrugada.

+ notícias: Norte

Estudo mostra que é mais difícil aceder ao Ensino Superior Público no Porto

Entrar numa faculdade pública é mais difícil no distrito do Porto, de acordo com os dados de um estudo do Centro de Investigação em Políticas do Ensino Superior (CIPES). Citado pelo jornal Público e divulgado esta sexta-feira, os estudantes que querem entrar no Ensino Superior Público no Porto têm mais difículdades, do que no resto do pais, devido à oferta reduzida da rede pública e da média de acesso não poder ser inferior a 14 valores para garantir a entrada.

Infraestruturas de Portugal nega cancelamentos nas obras da Linha do Minho

A Infraestruturas de Portugal nega cancelamentos na empreitada de eletrificação da Linha do Minho. Em comunicado, informou que nos primeiros meses de 2021 já será possível a circulação ferroviária, em modo elétrico.

Morte por negligência em hospital do Porto com indemnização acordada após 25 anos

O Estado português aceitou pagar 32.500 euros à família de um homem que morreu há 25 anos durante uma cirurgia para retirar uma pinça esquecida no seu abdómen durante uma operação no Hospital de São João, no Porto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.