Info

Aprovado projeto para hotel de 72 milhões de euros na ilha cabo-verdiana do Sal

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Praia, 11 set 2019 (Lusa) - Um grupo privado vai investir 72 milhões de euros na construção, ao longo dos próximos três anos, na ilha cabo-verdiana do Sal, de um hotel de cinco estrelas com 1.388 camas, segundo o contrato aprovado pelo Governo.

De acordo com o contrato de investimento, aprovado em 06 de setembro e ao qual a Lusa teve hoje acesso, em causa está a implementação, em Ponta Preta, do futuro Hotel Ilha do Sal Palace, projeto "em vias de preparação" pela sociedade Arco Verde -- Hotelaria e Turismo.

Envolverá a construção, numa área de 74.845 metros quadrados, de um "hotel-resort" com "padrões cinco estrelas superior" e 570 quartos (1.388 camas), contando ainda com sete restaurantes, cinco bares, zonas de lazer e entretimento, piscinas, SPA e outros equipamentos de apoio, levando à criação de 540 empregos diretos.

O contrato de investimento com o Governo de Cabo Verde - que declarou o projeto como de "interesse excecional" no quadro da aposta no desenvolvimento do setor turístico e que prevê incentivos fiscais aos promotores -, "será gerido por uma cadeia hoteleira de renome internacional", não identificada no documento.

"O projeto, além de trazer uma nova marca, vai contribuir para a diversificação dos Tour Operadores, na área da distribuição do destino Cabo Verde, o que representa uma forte mais-valia".

O contrato de investimento prevê a conclusão do projeto dentro de três anos.

PVJ // JH

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

China confirma visita de delegação aos EUA para preparar encontro de alto nível

O Governo chinês confirmou esta terça-feira que uma delegação sua vai viajar para os Estados Unidos, visando preparar a reunião de alto nível que tentará, em outubro, concluir um acordo que ponha fim à guerra comercial.

Morreu o cantor Roberto Leal

O cantor Roberto Leal morreu na madrugada deste domingo em São Paulo, no Brasil, disse à agência Lusa o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

Manifestantes junto ao consulado britânico pedem que Reino Unido salve Hong Kong

Centenas de manifestantes estão reunidos no exterior do consulado britânico em Hong Kong, procurando apoio internacional na campanha que dura há mais de três meses por reformas democráticas no território semi-autónomo da China.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.