Info

Prisão preventiva para suspeito de esfaquear companheira em Vila Real

Prisão preventiva para suspeito de esfaquear companheira em Vila Real
| Norte
Porto Canal com Lusa

O homem de 51 anos detido em Vila Real por ter golpeado com uma faca por "diversas vezes e violentamente" uma mulher, no domingo, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse esta terça-feira fonte do tribunal.

O suspeito dos crimes de homicídio tentado e violência doméstica, identificado e detido pela Polícia Judiciária (PJ), ficou sujeito à medida de coação mais grave, a prisão preventiva, após ter sido presente a interrogatório judicial na segunda-feira, no Tribunal de Vila Real.

A mulher, de 33 anos, deu entrada no domingo nos Cuidados Intensivos do Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real, depois de ter sido agredida pelo companheiro com uma faca, disseram fontes hospitalares e da Proteção Civil.

Os factos ocorreram numa habitação no Bairro da Telheira, freguesia de Parada de Cunhos, quando o homem "na sequência de uma discussão e munido de uma faca, golpeou, por diversas vezes e violentamente o corpo da vítima", explicou a PJ de Vila Real em comunicado.

+ notícias: Norte

Operação Éter: Autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras arguidos em investigação às lojas de turismo

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito da Operação Éter.

Edifício que está a ser construído em Campanhã para um hospital privado passa a hotel sem conhecimento da Câmara

O edifício que está a ser construído em Campanhã junto ao Estádio do Dragão vai ser uma unidade hoteleira mas o projeto inicial destinava-se a um hospital privado. Uma alteração que a Câmara do Porto diz desconhecer e garante desde já que o Plano Diretor Municipal não o permite.

Vereador da autarquia de Gondomar acusado de usar meios contratados pela Câmara para limpar a sua casa

O vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Gondomar, José Fernando da Silva Moreira, está a ser acusado pela oposição de usar uma empresa de limpeza contratada pela autarquia para fazer serviços na sua própria casa. O vereador refuta a acusação.

Atualizado 24-01-2020 11:48

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.