ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

Lançada primeira pedra do canal que vai proteger Esposende de cheias

| Norte
Porto Canal com Lusa

A primeira pedra do canal intercetor de proteção e gestão de riscos, cheias e inundações da cidade de Esposende foi lançada esta segunda-feira, um investimento de mais de cinco milhões de euros que deverá estar concluído na próxima primavera.

Atualizado 24-07-2019 11:27

Para o presidente da Câmara Municipal de Esposende, esta é uma obra "essencial" que na medida em que baliza "a capacidade de construção urbana" para as próximas décadas.

"Esta é uma obra de coeficiente de dificuldade elevado, mas mais que necessária para resolver um problema estruturante da cidade, um território morfologicamente muito plano que rapidamente satura de água", apontou o Benjamim Ferreira.

Este projeto decorre da decisão do Ministério do Ambiente, de 22 de fevereiro, de 2016, que classificou Esposende como zona crítica, no âmbito do Plano de Gestão de Riscos de Inundação, elaborado pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Em novembro de 2016, o Município de Esposende aprovou o projeto e, em janeiro de 2017, foi aprovado o financiamento pelo Fundo de Coesão, ao abrigo do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos.

O investimento é comparticipado por fundos comunitários em 3,9 milhões de euros, um valor que contempla projeto, aquisição de terrenos e a obra propriamente dita, adjudicada por 3,1 milhões de euros.

Em causa está a construção de um sistema intercetor de águas pluviais excedentes, para resolução de problemas de drenagem de terrenos agrícolas e das inundações na cidade de Esposende.

Problemas que, sublinha o município, "colocam em risco a população e causam elevados danos no património público e no privado".

O canal intercetor irá desde a rotunda da empresa Solidal, na cidade, até à freguesia das Marinhas, numa extensão de 4,5 quilómetros.

+ notícias: Norte

Centro Social em Vila Nova de Famalicão com seis a 10 infetados com Covid-19 suspende valências

O Centro Social Paroquial de Ribeirão, em Vila Nova de Famalicão, decidiu suspender a atividade de algumas das suas valências, depois de “entre seis a dez” funcionários terem acusado positivo para a covid-19, confirmou esta quinta-feira o Porto Canal junto da instituição.

Idoso morreu na sequência do despiste do trator que conduzia em Barcelos

Um homem com cerca de 90 anos morreu hoje na sequência do despiste de um trator que conduzia em Parque, Barcelos, disse fonte dos bombeiros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.