Info

Euro recupera mas mantém-se abaixo dos 1,13 dólares

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 10 jul 2019 (Lusa) - O euro recuperou hoje face ao dólar, mas acabou por não conseguir superar a barreira dos 1,13 dólares, num dia em que o presidente da Reserva Federal norte-americana (Fed) sinalizou uma possível descida nas taxas de juro.

Pelas 18:30, hora de Lisboa, o euro negociava a 1,1256 dólares, acima dos 1,1206 registados sensivelmente à mesma hora de terça-feira.

O Banco Central Europeu (BCE) fixou hoje a taxa de câmbio de referência do euro em 1,1205 dólares

No seu discurso no Congresso dos Estados Unidos, o presidente da Fed, Jerome Powell, disse que "as incertezas em torno das tensões comerciais" e a "preocuopação acerca da força da economia mundial" continuam "a pesar" sobre as perspetivas económicas dos Estados Unidos.

Considera-se provável que a Fed baixe as taxas de juro em 0,25% em julho.

A libra esterlina recuperou, face ao dólar, do nível mínimo registado na terça-feira, uma vez que recuperou dos 1,2462 para os 1,2509 negociados hoje.

Em relação ao euro, a libra caiu dos 1,1118 euros de terça-feira, valor mais baixo desde o início do ano, para os 1,1113 euros hoje, adensando esse registo.

Divisas..........hoje.................terça-feira

Euro/dólar.......1,1256...................1,1206

Euro/libra.......0,89991.................0,89956

Euro/iene........122,09...................121,95

Dólar/iene.......108,56...................108,83

JE // MSF

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Governo aprova salário mínimo de 635 euros para 2020

O Conselho de Ministros aprovou hoje o aumento do salário mínimo para 635 euros a partir de janeiro de 2020, medida que o Governo estima que poderá abranger 720 mil trabalhadores, foi hoje anunciado.

Investimento na cidade do Porto vem maioritarimente de fora

A maioria dos imóveis no Centro Histórico do Porto se não são exclusivamente de estrangeiros são de entidades sem rosto em que os estrangeiros têm interesses e capitais. A Associação de Inquilinos do Norte diz que o Porto está a começar a perder carisma devido ao investimento que vem de fora e chama a atenção para a especulação imobiliária.

Associação dos Industriais da Construção defende projetos no Interior para fixar pessoas

O presidente da Associação dos Industriais da Construção Civil defendeu que os projetos de reabilitação urbana devem estender-se a todo o país e que só assim será possível fixar pessoas no Interior. Já a Associação Comercial do Porto deixou críticas à proposta do Governo de englobar no os rendimentos prediais IRS.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.