Info

Hospital de Gaia confirma nomeação de nova diretora de farmácia após demissão da atual

| Norte
Porto Canal com Lusa

Vila Nova de Gaia, Porto, 27 jun 2019 (Lusa) -- A administração do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNGE) confirmou hoje a demissão da diretora do serviço farmacêutico, dizendo já ter sido nomeada uma nova dirigente.

"O Conselho de Administração do CHVNGE aceitou a demissão da doutora Aida Batista, tendo sido nomeada ainda hoje para a direção do serviço farmacêutico a doutora Amélia Marques", esclareceu, numa nota enviada à Lusa.

Apesar de alguns constrangimentos, o serviço é assegurado e "não coloca em causa o bem-estar" dos utentes ou a prestação de serviços assistenciais, acrescentou.

A diretora do serviço farmacêutico desta unidade hospitalar apresentou a demissão por falta de condições de trabalho e falta de pessoal, com "enorme potencial de ocorrência de acidentes graves" que podem afetar os doentes.

Numa carta enviada ao diretor clínico e à administração do Centro Hospitalar, a farmacêutica Aida Batista pede a sua substituição imediata enquanto diretora do serviço farmacêutico de Vila Nova de Gaia/Espinho, avisando para a falta de "condições basilares" para exercer o cargo, que chegaram a tomar "proporções assustadoras".

"Tem havido uma delapidação constante do capital humano em quase todas as classes profissionais que colaboram no serviço farmacêutico", escreve a responsável na carta, a que a agência Lusa teve acesso, sublinhando que deu conhecimento superior destas dificuldades várias vezes.

Aliás, o serviço farmacêutico do Centro Hospitalar de Gaia/Espinho deixou de funcionar 24 horas por dia, passando a assegurar um horário das 08:00 às 20:00.

A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos considerou hoje, no Porto, que encontrar um novo diretor "não resolve os problemas" que levaram à demissão da atual responsável pelo serviço.

"Vamos ser claros, os problemas mantêm-se no hospital. Quando estas demissões acontecem, depois de mais de 40 anos de carreira, é porque as pessoas, os profissionais já não conseguem responder com segurança e com responsabilidade, àquilo que lhes é pedido", sublinhou Ana Paula Martins.

Segundo a bastonária, "é de facto uma situação que tem de ser resolvida", tendo em conta que "a diretora do serviço se demitiu porque não tem recursos humanos suficientes e porque há muitos anos que é sistematicamente prometido novas instalações".

SVF (ARP/PM) // LIL

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Conselho de Ministros autoriza verba para retirada dos resíduos de S. Pedro da Cova

A despesa para a remoção das toneladas de resíduos industriais perigosos depositadas em São Pedro da Cova, concelho de Gondomar, foi hoje autorizada pelo Conselho de Ministros.

Trabalhador soterrado após queda em obra no Porto

Um trabalhador ficou hoje soterrado numa obra na Avenida da Boavista, no Porto, estando "consciente e a ser assistido no local", disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto.

Encapuzados roubam malas com dinheiro em assalto à mão armada

Dois encapuzados armados assaltaram na quarta-feira duas pessoas na Rua Professor Camilo Oliveira, em Gondomar, levando duas malas com dinheiro antes de se porem em fuga com um terceiro cúmplice, informou hoje a PSP do Porto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Atitudo - Artes Marciais &...

Nota Alta

"A cidade do Porto está com um...

N'Agenda

"Gosto de estar a par do rap que...