Info

Netanyahu inaugura nos Montes Golã colonato batizado em honra de Donald Trump

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Jerusalém, 16 jun 2019 (Lusa) -- O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, inaugurou hoje um novo colonato nos Montes Golã, território sírio anexado por Israel em 1981, batizado "Colina Trump" em honra do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

O Presidente norte-americano reconheceu em 25 de março a soberania de Israel sobre a parte dos Golã tomada à Síria na Guerra dos Seis Dias de 1967 e anexada em 1981, o que nunca foi reconhecido pela comunidade internacional.

"Os Golã são israelitas e continuarão a ser", declarou Netanyahu, qualificando Trump como "grande amigo de Israel que tomou decisões que não tinham sido tomadas antes".

O Conselho de Ministros de Israel reuniu-se hoje excecionalmente numa tenda no norte dos Golã, na presença do embaixador dos Estados Unidos, David Friedman, para aprovar o nome do novo colonato -- "Ramat Trump" em hebraico -, segundo imagens difundidas pelos 'media' israelitas.

O novo colonato vai ser construído numa localidade formada atualmente por quatro famílias de colonos.

A população da parte dos Golã ocupada e anexada por Israel é composta por cerca de 23.000 druzos -- minoria muçulmana de língua árabe -- e 25.000 colonos israelitas que ali se instalaram após 1967.

Os druzos, presentes nomeadamente na Síria e no Líbano, são um povo apátrida, mas consideram-se sírios e recusam a anexação israelita.

O reconhecimento da soberania israelita dos Montes Golã por Donald Trump marcou uma inversão da política seguida há mais de meio século pelos Estados Unidos e contraria o consenso internacional expresso em várias resoluções das Nações Unidas.

MDR (PAL) // ROC

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Boris Johnson eleito líder do partido Conservador será o próximo PM britânico

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Boris Johnson foi esta terça-feira declarado em Londres o vencedor da eleição para a liderança no partido Conservador, e vai suceder a Theresa May à frente do governo na quarta-feira.

Missão de segurança europeia no estreito de Ormuz seria "lançar achas para a fogueira" - embaixador

Lisboa, 23 jul 2019 (Lusa) -- O Irão considerou hoje que uma eventual missão de países europeus para proteger navios no estreito de Ormuz seria "lançar achas para a fogueira", um dia depois de Londres anunciar que pretende organizar uma operação desse tipo.

Mineira Syrah anuncia acordo com governo de Moçambique

Melbourne, Austrália, 23 jul 2019 (Lusa) - A empresa mineira australiana Syrah Resources anunciou hoje a concretização de um acordo com o Governo de Moçambique para a transferência de 5% da participação nas atividades da empresa que explora grafite na mina de Balama.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.