Info

Convenção Nacional da Saúde quer acompanhar evolução do SNS na próxima década

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 16 jun 2019 (Lusa) -- A Convenção Nacional da Saúde tem como "grande ambição" acompanhar durante a próxima década a evolução do sistema de saúde, medindo anualmente "o que melhorou em Portugal e o que ficou por melhorar" e dando contributos.

"A nossa grande ambição, e por isso criámos o 'slogan' 'Uma agenda para a década', é durante os próximos 10 anos acompanharmos o processo de desenvolvimento do sistema de saúde português", disse à agência Lusa Eurico Castro Alves, presidente da comissão organizadora da Convenção Nacional da Saúde, que decorre terça-feira em Lisboa.

Para isso, está a ser estudado um sistema com "dezenas ou centenas de indicadores" que permita medir esta evolução.

"Eu tenho a ambição de poder produzir um relatório anual em que podemos acompanhar e medir a evolução do sistema de saúde e com isso dar um contributo que é ajudar a identificar o que precisa urgentemente de ser mais melhorado", mas também "as melhorias" que favoreceram os cidadãos nos serviços de saúde", salientou.

O objetivo é "poder acompanhar o sistema que acreditamos que, na próxima década, será seguramente melhor, mais eficaz, mais seguro e com muito maior acesso aos cidadãos", disse Eurico Castro Alves.

A Convenção Nacional da Saúde nasceu em abril de 2018 assumindo-se, desde logo, como uma plataforma permanente de diálogo entre os parceiros da saúde e os cidadãos, reunindo mais de 150 entidades do setor público, privado e social que atuam na área da saúde.

Eurico Castro Alves sublinhou que a convenção tem uma componente "inédita e histórica" ao conseguir juntar todas as instituições do setor na "procura de consensos" para melhorar o Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Cada grupo tem os seus interesses muito específicos, sendo muitas as diferenças e os interesses, mas há "muitos pontos" em que estão de acordo e é isso que a convenção pretende salientar com o objetivo de contribuir para a resolução de problemas no SNS.

"Nós sabemos que há um problema de subfinanciamento no SNS, que há um problema de reestruturação e de reorganização que têm de ser resolvidos rapidamente e, portanto, queremos encontrar pontos de consenso que levem a que todos estejam de acordo nas grandes mudanças que têm de ser feitas para o futuro do Serviço Nacional de Saúde e para o sistema de saúde português, desde logo apostando num princípio muito importante, o da complementaridade", defendeu.

Eurico Castro Alves sublinhou que "o setor público é essencial, imprescindível à prestação dos cuidados de saúde dos portugueses", mas defendeu que "o setor privado e o setor social têm, cada vez mais, um papel igualmente importantíssimo".

No seu entender, esta complementaridade permite que "o serviço possa ser muito melhor em termos de acesso e qualidade aos portugueses".

No fundo, o que a convenção procura é encontrar "pontos de acordo" que permitam aos decisores políticos tomar medidas e encontrar as soluções necessárias para manter e melhorar o serviço de saúde, que "está entre os melhores do mundo", mas que ainda tem muito para melhorar e muitos problemas para resolver.

HN // ZO

Lusa/fim

+ notícias: País

Carnaval com temperaturas que podem chegar aos 26 graus

As miniférias do Carnaval vão ser marcadas pelo bom tempo, com céu pouco nublado e temperaturas que podem chegar em algumas regiões do país aos 26 graus Celsius, embora na terça-feira as máximas comecem a descer.

Morreram 11 235 pessoas por AVC em 2018, mortes por doenças respiratórias aumentam

Os acidentes vasculares cerebrais causaram em 2018 o maior número de óbitos, com 11.235 mortes, mas os dados melhoraram em relação ao ano anterior, ao contrário das mortes por doenças respiratórias, que estão a aumentar, segundo o INE.

Três mortos em despiste na Segunda Circular, cortada junto ao Campo Grande

Três pessoas morreram hoje na sequência de um despiste de uma viatura ligeira na Segunda Circular, junto ao Campo Grande, em Lisboa, que está cortada desde cerca da 01:00 no sentido Aeroporto-Benfica, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

"Nasci em Lisboa mas digo sempre vou...

D'Mais

Travelhood - Roteiros na natureza para...