Info

Incêndio em Oiã, Aveiro, provoca quatro feridos

Incêndio em Oiã, Aveiro, provoca quatro feridos
| País
Porto Canal com Lusa

Um incêndio numa fábrica de bicicletas na freguesia de Oiã, Oliveira do Bairro, distrito de Aveiro, causou este sábado quatro feridos, entre eles um bombeiro, disse à agência Lusa fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

Segundo o INEM, que ainda se encontra no local, pelas 12h45, dois homens (25 e 51 anos), o mais novo bombeiro, e uma mulher (51 anos), foram transportados para o Hospital de Aveiro, os dois primeiros com queimaduras de primeiro grau e a mulher com traumatismo num joelho.

Uma quarta vítima, um homem de 24 anos, foi encaminhado para os Hospitais da Universidade de Coimbra, também com queimaduras de primeiro grau.

O incêndio na fábrica, localizada na zona industrial de Oiã, mobiliza quase 90 operacionais e 34 viaturas, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Aveiro.

Fonte deste CDOS disse que o alerta foi dado pelas 10h50 e quando os meios de socorro chegaram ao local depararam-se com a "fábrica tomada pelas chamas".

No local estão meios dos bombeiros, das forças de segurança e do INEM.

+ notícias: País

Crianças são as mais afetadas pela pobreza em Portugal e há cerca de 330 mil em risco

Cerca de 330 mil crianças estão em risco de pobreza em Portugal, sendo que o grupo etário até aos 18 anos é o mais afetado, o que significa que há mais crianças pobres do que adultos ou idosos.

Dezanove pessoas morreram nas praias portuguesas durante a época balnear 2019

Dezanove pessoas morreram nas praias portuguesas durante a época balnear, que terminou na segunda-feira, na qual foram registados 502 salvamentos e 786 ações de primeiros socorros, divulgou hoje a Autoridade Marítima Nacional.

200 enfermeiros vão ter que devolver aumentos salariais

Cerca de 200 enfermeiros estão a ser chamados pelos hospitais para devolver os supostos aumentos salariais resultantes do descongelamento das progressões das carreiras. O sindicato defende que se trata apenas de ajustamentos na tabela e ameaçam levar o caso a tribunal.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.