Info

Médicos de Coimbra e Vila Real reforçam oncologia do Centro Hospitalar Tondela-Viseu

| País
Porto Canal com Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, anunciou esta sexta-feira, em Lisboa, que o Centro Hospitalar Tondela-Viseu (CHTV) vai receber um reforço de médicos de Coimbra e Vila Real, para que os doentes oncológicos não sejam deslocados.

Atualizado 15-06-2019 11:51

"Nenhum doente será deslocado para Coimbra, a não ser que seja em causa de força maior", realçou o autarca social-democrata, explicando que o centro oncológico de Viseu será reforçado "com alguns médicos de Coimbra e de Vila Real", que "irão prestar serviço até à normalização da situação".

Almeida Henriques falava aos jornalistas depois de uma reunião com a ministra da Saúde, Marta Temido, e a administração do Centro Hospitalar Tondela-Viseu, no Ministério da Saúde, que serviu para analisar a situação do serviço de oncologia naquela unidade, após alertas de sindicatos e da Ordem dos Médicos.

De acordo com o município, os cerca de 1.400 doentes oncológicos do distrito não vão precisar de se deslocar a Coimbra para receber tratamento, como foi anunciado na quinta-feira, já que todos os serviços no centro oncológico estão a ser prestados.

Na terça-feira, sindicatos de médicos e a Ordem dos Médicos avisaram que o serviço de oncologia do CHTV está em rutura.

Em comunicado conjunto, o Sindicato dos Médicos da Zona Centro, o Sindicato Independente dos Médicos e a secção regional do Centro da Ordem dos Médicos explicavam que a situação tinha atingido "o ponto de rutura e que os colegas oncologistas assumem a incapacidade de garantir a consulta e tratamentos de quimioterapia para novos doentes".

O presidente da Câmara de Viseu destacou ainda a necessidade de haver um reforço de dois médicos especialistas, uma vez que dois profissionais estão de saída para aposentação.

"O que sabemos é que existe uma médica com 75 anos, existe uma médica que está de saída e que o conselho de administração conseguiu que ela se mantivesse até ao final do ano. Há objetivamente necessidade de reforçar pelo menos um a dois médicos de imediato nesta área", frisou, confirmando que, em julho, será contratado um médico em regime de prestação de serviços.

O autarca ressalvou ainda que haverá agora um reforço de horas por causa das férias, com médicos de Coimbra e de Vila Real, e que está em fase final um concurso para a colocação de um médico em Viseu.

"Está em fase final um concurso em que um desses médicos será colocado em Viseu, quase de imediato", salientou, precisando que a ministra da saúde garantiu que os doentes "serão tratados em Viseu, no Hospital São Teotónio [Centro Hospitalar Tondela--Viseu]".

+ notícias: País

Carnaval com temperaturas que podem chegar aos 26 graus

As miniférias do Carnaval vão ser marcadas pelo bom tempo, com céu pouco nublado e temperaturas que podem chegar em algumas regiões do país aos 26 graus Celsius, embora na terça-feira as máximas comecem a descer.

Morreram 11 235 pessoas por AVC em 2018, mortes por doenças respiratórias aumentam

Os acidentes vasculares cerebrais causaram em 2018 o maior número de óbitos, com 11.235 mortes, mas os dados melhoraram em relação ao ano anterior, ao contrário das mortes por doenças respiratórias, que estão a aumentar, segundo o INE.

Três mortos em despiste na Segunda Circular, cortada junto ao Campo Grande

Três pessoas morreram hoje na sequência de um despiste de uma viatura ligeira na Segunda Circular, junto ao Campo Grande, em Lisboa, que está cortada desde cerca da 01:00 no sentido Aeroporto-Benfica, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

"Nasci em Lisboa mas digo sempre vou...

D'Mais

Travelhood - Roteiros na natureza para...