Info

Vinte anos de FC Porto pentacampeão

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

22 de maio de 1999. Há vinte anos, o FC Porto garantiu a conquista do Pentacampeonato, marca sem paralelo na história do futebol português. Um empate no Estádio de Alvalade, frente ao Sporting (1-1), na penúltima jornada, fechou as contas do quinto título consecutivo. Bobby Robson, António Oliveira e Fernando Santos foram os treinadores portistas neste ciclo glorioso.

Foram 130 vitórias em 170 jogos e perto de quatrocentos golos marcados (397) ao longo de cinco anos. Recorde alguns números e figuras deste feito e não perca o especial "Doces anos do Penta", esta noite, às 22h30, no Porto Canal.

25 adversários pelo caminho
Em cinco temporadas, o FC Porto defrontou 25 adversários no campeonato nacional, disputado nessa altura – como agora – por 18 equipas, com um registo completo de 130 vitórias, 26 empates e apenas 14 derrotas. A principal vítima dos Dragões foi o Farense, que perdeu os dez jogos realizados contra a equipa portista. No plano oposto surge o Estrela da Amadora. O FC Porto venceu apenas quatro dos dez jogos (cinco empates e uma derrota) frente aos homens da Reboleira, orientados durante quatro temporadas por Fernando Santos. O atual selecionador chegou ao clube portista no início da época 1998/99 e ficou conhecido como o Engenheiro do Penta.

Rui Filipe perpetuado na história
O saudoso Rui Filipe foi o autor do primeiro golo do FC Porto neste inesquecível ciclo, inaugurando a contagem na receção ao Sporting de Braga, a 21 de agosto de 1994. Kostadinov fixou o resultado final (2-0). O último jogo das épocas do Penta foi igualmente no Estádio das Antas, frente ao Estrela da Amadora, repetindo-se o desfecho (2-0). Drulovic marcou o primeiro e Mário Jardel fechou as contas, a 30 de maio de 1999.

Mário Jardel foi o goleador do Penta
Super Mario foi o melhor marcador do FC Porto ao longo do Pentacampeonato, com 92 golos, seguido por Domingos Paciência (46) e Zlatko Zahovic (27). Os 397 golos nas cinco edições do campeonato nacional foram marcados por 39 jogadores portistas diferentes, registando-se ainda dois autogolos, de Carlos Filipe (Gil Vicente) e Aurélio (Académica). Destaque para Rui Barros (23 golos) e Drulovic (21): para além de fazerem parte do restrito lote de jogadores verdadeiramente Pentacampeões, foram os únicos a marcar nas cinco temporadas.

Ninguém jogou mais que Aloísio
Defesa-central com uma classe ímpar, Aloísio foi o jogador mais utilizado no ciclo do Penta, disputando 149 jogos. O pódio fica completo com Drulovic (146) e Paulinho Santos (132), num total de 68 jogadores utilizados entre 21 de agosto de 1994 e 30 de maio de 1999. Aloísio, Drulovic, Paulinho Santos, Rui Barros, Jorge Costa e Folha disputaram todas as temporadas do Pentacampeonato.

Lista completa de jogadores utilizados no Penta: Aloísio (149 jogos), Drulovic (146), Paulinho Santos (132), Rui Barros (125), Jorge Costa (106), Secretário (106), Mário Jardel (93), Folha (88), Zahovic (87), Domingos (77), Vítor Baía (75), João Manuel Pinto (72), Capucho (65), Artur (64), Fernando Mendes (61), Edmilson (61), Emerson (60), João Pinto (57), Sérgio Conceição (56), Rui Jorge (54), Latapy (42), Mielcarski (41), Rui Correia (38), José Carlos (36), Barroso (36), Doriva (30), Chippo (30), Chaínho (26), Kulkov (24), Yuran (23), Lipscei (23), Quinzinho (21), Hilário (21), Peixe (14), Jorge Couto (14), Baroni (14), Bino (13), Silvino (13), Esquerdinha (12), Wetl (11), Gaspar (9), Kenedy (9), Lula (9), Buturovic (9), Eriksson (9), Wozniak (7), Kralj (7), Deco (6), Panduru (6), Costa (6), André (5), Neves (5), Féher (5), Matias (5), Bandeirinha (3), Semedo (3), Vítor Nóvoa (3), Kostadinov (2), Cândido Costa (2), Nélson (2), Paulo Costinha (2), Rui Filipe (1), Jaime Magalhães (1), Jorge Silva (1), Rui Óscar (1), Alejandro Díaz (1), Ricardo Carvalho (1) e Carlos Manuel (1).

Lista completa de autores dos golos no Penta: Mário Jardel (92 golos), Domingos (46), Zahovic (27), Edmilson (24), Rui Barros (23), Drulovic (21), Folha (13), Artur (11), Capucho (11), Sérgio Conceição (9), Aloísio (9), Emerson (9), João Manuel Pinto (9), Mielcarski (8), Jorge Costa (8), José Carlos (8), Latapy (6), Lipcsei (6), Quinzinho (6), Secretário (5), Paulinho Santos (5), Fernando Mendes (5), Doriva (5), Barroso (4), Yuran (4), Jorge Couto (3), Bino (2), Rui Jorge (2), Kulkov (2), Chippo (2), Chainho (2), Rui Filipe (1), Kostadinov (1), Baroni (1), Costa (1), Wetl (1), Gaspar (1), Peixe (1) e Esquerdinha (1).

+ notícias: FC Porto

Dragon Force do Porto sub-13 vence em Torre de Moncorvo

Decorreu mais um dia da Taça dos Campeões Dragon Force em Torre de Moncorvo. Entre várias atividades, os atletas 'azuis e brancos' continuam a lutar pelos títulos.

Miguel Queiroz renova com o FC Porto por mais duas épocas

Miguel Queiroz renovou o contrato que o liga ao FC Porto por duas épocas, até 2021. O poste internacional português, de 27 anos e 2,02m, chegou ao FC Porto em julho de 2013 proveniente do Illiabum e já ergueu todos os troféus a nível nacional de Dragão ao peito: 1 Liga Portuguesa de Basquetebol, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça, 1 Taça Hugo dos Santos e 2 Proliga. Após prolongar o vínculo com os Dragões, o capitão portista mostrou-se feliz por continuar a vestir de azul e branco.

Atualizado 15-06-2019 11:43

FC Porto recebe AS Monaco no jogo de apresentação da época 2019/20

O plantel principal do FC Porto regressa ao trabalho a 1 de julho (segunda-feira), no Centro de Treinos e Formação Desportiva Porto Gaia, no Olival.

Os Dragões vão realizar jogos de preparação frente ao Fulham (Estádio de Albufeira, 16 de julho), Bétis de Sevilha (Copa Ibérica, Estádio Municipal de Portimão, 19 de julho), Getafe ou Portimonense (Copa Ibérica, Estádio Municipal de Portimão, 21 de julho).

A 27 de julho, o FC Porto vai defrontar o AS Monaco no Estádio do Dragão, no jogo de apresentação aos sócios e adeptos portistas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.