Info

RCA: Religiosa franco espanhola assassinada no oeste do país

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Cidade do Vaticano, 22 mai 2019 (Lusa) -- Uma religiosa franco-espanhola com 77 anos foi encontrada assassinada numa aldeia onde ensinava costura a jovens raparigas no oeste da República Centro-Africana (RCA), de acordo com o portal na internet da Santa Sé.

Segundo o site Vatican News, a religiosa foi encontrada decapitada na segunda-feira de manhã, mas de acordo com um bispo espanhol da sua diocese, a freira terá sido degolada por motivos desconhecidos.

O papa Francisco classificou hoje o assassínio como "bárbaro", em declarações na Praça de São Pedro, no Vaticano.

"Quero lembrar a memória de Inès Nieves Sancho, 77 anos, educadora de meninas pobres desde há dezenas de anos, morta de forma bárbara na República Centro-Africana, precisamente no local onde ensinava costura a jovens meninas, uma mulher que deu a vida por Jesus ao serviço dos pobres", afirmou o papa Francisco, durante a sua audiência na Praça de São Pedro, apelando à multidão a rezar em silêncio pela religiosa.

"Na noite de domingo para segunda-feira, os seus agressores introduziram-se no seu quarto e levaram-na até ao centro que ela dirigia, onde a decapitaram", escreve o Vatican News.

"Não foi divulgada qualquer reivindicação, mas, de acordo com um deputado local, esta morte pode estar ligada ao tráfico de órgãos humanos, e a rituais criminosos, muito numerosos na região", acrescenta o site.

O porta-voz da diocese de Burgos, de onde era originária a freira, indicou ter conversado com um dos seus bispos deslocados na RCA, que terá precisado que a religiosa foi "degolada", e que "a cabeça não foi inteiramente cortada", segundo aquela fonte à agência France-Presse.

APL // VM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Onze manifestantes detidos e 22 agentes feridos durante protesto em Hong Kong

A polícia de Hong Kong informou esta quinta-feira que 11 manifestantes foram detidos e 22 agentes ficaram feridos no protesto contra emendas à proposta de lei que preveem a extradição de suspeitos de crimes para a China.

Portugal rejeita acusação "absolutamente infundada" de ingerência na Guiné-Bissau

Luxemburgo, 17 jun 2019 (Lusa) -- O ministro dos Negócios Estrangeiros considerou hoje "absolutamente infundada" a acusação de ingerência nos assuntos internos da Guiné-Bissau, sublinhando que a preocupação de Portugal com a demora na indigitação de um primeiro-ministro é partilhada pela comunidade internacional.

Bundesbank assinala abrandamento da economia alemã

Frankfurt, 17 jun 2019 (Lusa) - O Bundesbank, banco central alemão, considerou hoje que a economia da Alemanha está a abrandar após um período de grande prosperidade, mas espera uma estabilização no segundo semestre do ano.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.