Info

Detetada 'legionella' em instalações da Força Aérea em Alverca

| País
Porto Canal com Lusa

Vila Franca de Xira, Lisboa, 22 mai 2019 (Lusa) - As instalações do Depósito Geral de Material da Força Aérea (DGMFA), em Alverca vão estar a funcionar com serviços mínimos, pelo menos até segunda-feira, devido à deteção da presença de 'legionella', confirmou à agência Lusa fonte oficial

"Na sequência de análises que fazemos com regularidade nas instalações da Força Aérea, foram detetados uns parâmetros acima dos valores normais e, por uma questão de prevenção e precaução, foi decidido que a unidade entrasse em serviços mínimos para proceder a todo o processo de limpeza e descontaminação", explicou à Lusa o tenente-coronel Manuel Costa, porta voz da Força Área Portuguesa.

A mesmo fonte ressalvou que "não há militares com queixas" e que ainda não foi encontrada a fonte de contaminação: "Neste momento tudo aquilo que está a ser feito é para detetar e proceder à sua eliminação", atestou.

A previsão é que esta unidade de Alverca, no concelho de Vila Franca de Xira, esteja a funcionar em serviços mínimos, pelo menos, até à próxima segunda-feira, altura em que serão realizadas novas análises.

A doença do legionário, provocada pela bactéria 'Legionella pneumophila', contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

FAC // LIL

Lusa/fim

+ notícias: País

Tempo de espera nos CTT é principal causa de insatisfação dos clientes

Um inquérito da associação Deco a 1.800 clientes dos CTT revela que esperam, em média, 18 minutos para serem atendidos e que o tempo de espera é o que causa mais insatisfação.

Juízes denunciam condições indignas de trabalho em vários Tribunais do país, muitos deles no Norte

As queixas sobre o mau estado de diversos Tribunais do país levaram a que os presidentes das 23 comarcas escrevessem 3500 páginas detalhando situações como buracos por onde chove, casas de banho entupidas e até pragas de piolhos. Este é o cenário retratado pelos juízes numa análise que foi feita ao longo do ano passado e agora revelada sendo que muitos desses cenários acontecem em Tribunais do Norte do país.

Associação de Farmácias alerta que há medicamentos que estão esgotados há mais de um ano

A Associação Nacional de Farmácias alerta que há medicamentos que estão esgotados há mais de um ano. A Ministra da Saúde reconhece os problemas e garante que a situação vai ser resolvida. Os medicamentos em causa são para tratamento de doenças como Parkinson, hipertensão e diabetes.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.