Info

Nuno Melo e CDS sobem de tom e associam António Costa a Joe Berardo

| Política
Porto Canal com Lusa

Beja, 16 mai 2019 (Lusa) -- O CDS subiu hoje o tom no caso Joe Berardo, associando o nome de António Costa e José Sócrates à criação da fundação que beneficiou de créditos da Caixa para "uma luta acionista e especulativa".

"O que mais choca neste caso é que uma fundação com fins artísticos e educativos possa ter beneficiado de créditos superiores a 350 milhões de euros para comprar ações num banco" e é "um absurdo" que um banco como a Caixa Geral de Depósitos conceda estes "créditos deste valor para uma luta acionista, especulativa", afirmou Nuno Melo, dirigente e cabeça de lista do CDS às europeias, à margem de uma ação de campanha.

Se, durante a campanha, Nuno Melo tinha associado o chefe do Governo a José Sócrates, ex-primeiro-ministro, desta vez associou António Costa a Joe Berardo por o atual líder do PS ser um dos nomes que surge no decreto-lei que cria a fundação Berardo, em 2006.

O eurodeputado descreveu que quem subscreve o decreto -- José Sócrates, primeiro-ministro, António Costa, ministro da Administração Interna e Teixeira dos Santos, ministro das Finanças.

NS // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Rui Moreira propõe entrega da STCP à Câmara do Porto em 2024

Rui Moreira propôs ao Governo um modelo para entregar a STCP à Câmara Municipal do Porto em 2024, findo o atual contrato de gestão. O modelo foi proposto num parecer que admite a entrada de outros municípios da região na estrutura accionista da empresa. O guião de procedimentos foi pedido ao escritório de José Pedro Aguiar-Branco, com um novo modelo no qual fica também aberta a porta à participação minoritária dos municípios de Matosinhos, Gaia, Valongo, Gondomar e Maia na futura estrutura acionista de uma empresa local de transportes.

Grande Reportagem: Avaliação dos deputados portugueses no Parlamento Europeu

As eleições europeias são já no próximo domingo e o Porto Canal analisou o desempenho dos deputados portugueses no Parlamento Europeu durante a última legislatura. Manuel dos Santos, sobre quem António Costa disse um dia que se tratava de alguém que envergonhava o PS, aparece como o pior eurodeputado. No extremo oposto está José Manuel Fernandes do PSD.

Marinho e Pinto acusa alguns políticos de estarem a comprar votos com fundos europeus

Marinho e Pinto acusa alguns políticos de estarem a comprar votos com os fundos europeus. O cabeça de lista do Partido Democrático Republicano diz que o dinheiro é mal distribuído e que o Parlamento Europeu continua inútil. O antigo bastonário da Ordem dos Advogados encerrou o ciclo de debates dedicado às eleições europeias no espaço Gente que Conta.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.