Info

Nuno Melo e CDS sobem de tom e associam António Costa a Joe Berardo

| Política
Porto Canal com Lusa

Beja, 16 mai 2019 (Lusa) -- O CDS subiu hoje o tom no caso Joe Berardo, associando o nome de António Costa e José Sócrates à criação da fundação que beneficiou de créditos da Caixa para "uma luta acionista e especulativa".

"O que mais choca neste caso é que uma fundação com fins artísticos e educativos possa ter beneficiado de créditos superiores a 350 milhões de euros para comprar ações num banco" e é "um absurdo" que um banco como a Caixa Geral de Depósitos conceda estes "créditos deste valor para uma luta acionista, especulativa", afirmou Nuno Melo, dirigente e cabeça de lista do CDS às europeias, à margem de uma ação de campanha.

Se, durante a campanha, Nuno Melo tinha associado o chefe do Governo a José Sócrates, ex-primeiro-ministro, desta vez associou António Costa a Joe Berardo por o atual líder do PS ser um dos nomes que surge no decreto-lei que cria a fundação Berardo, em 2006.

O eurodeputado descreveu que quem subscreve o decreto -- José Sócrates, primeiro-ministro, António Costa, ministro da Administração Interna e Teixeira dos Santos, ministro das Finanças.

NS // ZO

Lusa/fim

+ notícias: Política

Assembleia Municipal do Porto unânime na reabilitação do Cinema Batalha e da Alexandre Herculano

A Assembleia Municipal do Porto aprovou a autorização prévia para as despesas com a empreitada de reabilitação do Cinema Batalha, no valor de 3,95 milhões de euros, e com a requalificação da Escola Alexandre Herculano, em 9,8 milhões.

Governo garante "apoio político" para que hospital de Braga seja hospital académico

O ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior garantiu esta segunda-feira que a pretensão da Universidade do Minho de que o hospital de Braga tenha o estatuto de hospital universitário "terá todo o apoio político".

Atualizado 17-09-2019 12:03

Autarca de Vila do Conde ausente de cerimónia com Ministra do Mar como forma de protesto

A Câmara de Vila do Conde anunciou esta segunda-feira que a presidente da autarquia não estará presente na assinatura da consignação da obra de dragagem da barra do Rio Ave, como protesto pela cerimónia não se realizar no concelho.

Atualizado 17-09-2019 11:45

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.