Info

FC Porto B perde contra o Sporting da Covilhã por 2-1

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

O FC Porto B perdeu no Estádio José Santos Pinto, frente ao Sporting da Covilhã (2-1), em encontro referente à 30.ª jornada da Ledman Liga Pro. Diogo Queirós inaugurou o marcador na primeira parte mas a equipa da casa, na sequência de um lance extremamente polémico, fez o empate na segunda metade do encontro e garantiu a reviravolta ao minuto 88, numa altura em que os Dragões estavam reduzidos a nove elementos.

Rui Barros voltou a apresentar uma defesa a três, com Oleg a fechar ao centro, face ao castigo de Diogo Leite. Musa Yahaya e Diogo Bessa ocuparam os flancos, beneficiando de liberdade para atacar com regularidade. A dinâmica portista surpreendeu o adversário e garantiu um número interessante de oportunidades na etapa inicial.

Ao oitavo minuto de jogo, na sequência de um lance estudado, os Dragões colocaram-se em vantagem. Madi Queta bateu o pontapé de canto para a entrada da área e Rui Costa surgiu para um remate de primeira, ao poste. Diogo Queirós fez a recarga, marcando o primeiro golo ao serviço da equipa B do FC Porto.

A formação portista assumiu o ascendente no jogo e ficou muito perto do segundo golo em três lances: Madi Queta rematou ao ferro (11m) e falhou pouco depois um desvio ao segundo poste (20m), antes de Vítor São Bento negar os festejos de Diogo Queirós e Oleg, com defesas consecutivas (26m). Pelo meio, na única grande oportunidade da equipa da casa na primeira parte, Diego Medeiros falhou o chapéu a Ricardo Silva (25m).

O Sporting da Covilhã chegou ao empate perto da hora de jogo, beneficiando de uma decisão muito polémica da equipa de arbitragem. A bola desviou no braço de Adriano Castanheira, o árbitro auxiliar levantou a bandeirola para assinalar a infração, os próprios jogadores locais viraram as costas ao lance – incluindo Adriano Castanheira - mas nada foi assinalado pelo árbitro João Pinho e Kukula aproveitou para fazer o 1-1, aparentemente em fora de jogo.

O FC Porto B não conseguiu reagir à injustiça, ficou em inferioridade numérica ao minuto 76, face ao segundo cartão amarelo visto por Musa Yahaya, e viria a sofrer o golo da reviravolta ao cair do pano. Diogo Queirós foi expulso por derrubar um adversário à entrada da área e Gilberto, na conversão do livre direto, fixou o resultado final.

Na próxima jornada, a equipa de Rui Barros recebe o Varzim. O jogo realiza-se na terça-feira, no Estádio de Pedroso, a partir das 16h00 (Porto Canal).

FICHA DE JOGO

SP. COVILHÃ-FC PORTO B, 2-1
Ledman Liga Pro, 30.ª jornada
19 de abril de 2019
Estádio José Santos Pinto, na Covilhã

Árbitro: João Pinho
Assistentes: Jorge Oliveira e Carlos Campos
Quarto árbitro: Marco Vieira

SP. COVILHÃ: Vítor São Bento; Tiago Moreira, Rafael Vieira, Zarabi, Henrique Gomes, Gilberto, Mica, Guilherme Rodrigues, Diego Medeiros, Adriano Castanheira e Kukula
Substituições: Kukula por Deivison (75m), Diego Medeiros por João Bonani (79m), Adriano Castanheira por Zé Pedro (90m+1)
Não utilizados: Igor Araújo, Sérgio Semedo, Jaime Simões e Diogo Neto
Treinador: Filó

FC PORTO B: Ricardo Silva; Musa Yahaya, Diogo Queirós, Alan Bidi, Oleg, Diogo Bessa, Rui Pires, Luizão, Romário Baró, Madi Queta e Rui Costa
Substituições: Romário Baró por João Mário (70m), Rui Costa por Gleison (83m)
Não utilizados: Mouhamed Mbaye, Santiago Irala, Paulo Estrela, João Lameira e Pedro Justiniano
Treinador: Rui Barros

Ao intervalo: 0-1
Marcadores: Diogo Queirós (8m), Kukula (59m), Gilberto (89m)
Disciplina: cartão amarelo para Musa Yahaya (52m e 76m) e Luizão (59m); cartão vermelho para Musa Yahaya (76m) e Diogo Queirós (88m)

+ notícias: FC Porto

FC Porto sagra-se pela 23ª vez campeão português de hóquei em patins

O FC Porto Fidelidade garantiu esta quarta-feira a conquista do Campeonato Nacional de hóquei em patins, o 23.º da história do clube. A equipa de Guillem Cabestany venceu o Riba d’Ave no Dragão Caixa (6-3), em jogo em atraso da 24.ª jornada, e fechou as contas do título ainda com uma ronda por disputar.

FC Porto Sofarma consagra-se campeão nacional de andebol

Já se sabia que era uma questão de tempo, mas o FC Porto Sofarma não quis adiar a festa e sagrou-se esta terça-feira campeão nacional de andebol, ao bater o Madeira SAD (29-20), no Funchal, na 8.ª jornada da 2.ª fase do Andebol 1. Com dois jogos ainda por disputar, os Dragões já asseguraram matematicamente a conquista do 21.º campeonato da história do clube, igualando assim o Sporting no número de títulos nacionais. Desde o inédito heptacampeonato, em 2015, que o FC Porto não era campeão nacional de andebol.

Atualizado 22-05-2019 11:06

Vinte anos de FC Porto pentacampeão

22 de maio de 1999. Há vinte anos, o FC Porto garantiu a conquista do Pentacampeonato, marca sem paralelo na história do futebol português. Um empate no Estádio de Alvalade, frente ao Sporting (1-1), na penúltima jornada, fechou as contas do quinto título consecutivo. Bobby Robson, António Oliveira e Fernando Santos foram os treinadores portistas neste ciclo glorioso.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.