Info

Operação Páscoa 2019 da GNR regista 438 acidentes nos dois primeiros dias

Operação Páscoa 2019 da GNR regista 438 acidentes nos dois primeiros dias
| País
Porto Canal com Lusa

A Operação Páscoa 2019 da GNR registou nos dois primeiros dias um total de 438 acidentes, dos quais resultaram 10 feridos graves, segundo dados hoje divulgados pela força de segurança.

A operação, que teve início na quinta-feira, dia 18 de abril, já fiscalizou 9.100 condutores, dos quais 120 conduziam com excesso de álcool, tendo sido detidos 52 por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l.

Em comunicado, a GNR revela que foram ainda detidas 18 pessoas por conduzirem sem habilitação legal.

Entre as 2.859 contraordenações rodoviárias detetadas, 928 deveram-se a excesso de velocidade, 128 por falta de inspeção periódica obrigatória, 112 por anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização e 108 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução.

A GNR detetou ainda 81 pessoas com falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças e 49 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Na Operação Páscoa 2019 da GNR estão, em média, 1.200 militares a efetuar um patrulhamento de prevenção em que todos os condutores que são fiscalizados e abordados recebem um panfleto por forma a serem sensibilizados para os principais comportamentos de risco, como a não utilização de cinto de segurança, uso indevido de telemóvel, manobras perigosas, entre outras.

+ notícias: País

Dezassete elementos dos 'Hells Angels' detidos por suspeitas de associação criminosa

A Polícia Judiciária deteve esta terça-feira 17 pessoas em vários pontos do país do grupo 'Hells Angels' por suspeitas de associação criminosa e o seu primeiro interrogatório judicial decorrerá na quarta-feira no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa.

Associações de militares, GNR e polícia marítima contra diploma de carreiras especiais

Associações profissionais de militares, da Guarda Nacional Republicana e da Polícia Marítima criticaram esta terça-feira o decreto-lei sobre as carreiras especiais publicado na segunda-feira, que consideram injusto por não corrigir as consequências do tempo de serviço congelado.

Região Centro regista aumento de sofisticação nos crimes de violência doméstica

Os casos de violência doméstica que têm chegado ao Gabinete de Apoio à Vítima de Coimbra não têm aumentado ao longo dos anos, mas regista-se um incremento ao nível de sofisticação por parte dos agressores e no recurso às redes sociais.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.