Info

Governo revê em baixa crescimento do PIB em 2019 para 1,9%

| Política
Porto Canal com Lusa

O Governo reviu em baixa o crescimento da economia para 2019, apontando agora para 1,9% no Programa de Estabilidade para 2019 - 2023 que foi entregue esta segunda-feira na Assembleia da República.

Atualizado 16-04-2019 11:01

A nova previsão traduz um decréscimo de 0,3 pontos percentuais face aos 2,2% que o Governo antecipava no Orçamento do Estado, mas supera as previsões dos restantes organismos.

"Para 2019, o MF [Ministério das Finanças] prevê um crescimento do PIB em termos reais de 1,9%, desacelerando em relação ao crescimento de 2,1% observado em 2018. A desaceleração prevista deve-se a um decréscimo do contributo da procura interna (de 2,8 p.p. em 2018 para 2,1 p.p. em 2019), por via das menores taxas de crescimento previstas para o consumo privado e para o consumo público", refere o documento.

A taxa de crescimento do consumo privado deverá diminuir 0,7 p.p. (registando 1,8% em 2019) e a taxa de crescimento do consumo público deverá abrandar 0,6 p.p. para 0,2%.

Apesar de esperar um crescimento mais modesto, o Governo manteve inalterada em 0,2% a sua previsão de défice para 2019, apontando para um excedente em 2020.

+ notícias: Política

Governo decreta três dias de luto nacional em memória das vítimas do acidente na Madeira

O Governo decretou esta quinta-feira três dias de luto nacional em memória das vítimas do acidente com um autocarro de turismo na Madeira, que fez pelo menos 29 mortos.

Governo diz que haverá uma "normalização gradual" do abastecimento de combustíveis no país

O ministro das Infraestruturas destacou hoje a garantia de "paz social" acordada entre os motoristas de matérias perigosas para o processo negocial e referiu que haverá uma "normalização gradual" do abastecimento de combustíveis no país.

Governo cria rede com 310 postos prioritários de combustível no país

O Governo decretou, esta quarta-feira, a criação de uma Rede Estratégica de Postos de Abastecimento (REPA) com 310 postos prioritários de combustível no país.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.