Info

Tribunal determina perda de mandato a presidente da Câmara da Maia devido a seis crimes

Tribunal determina perda de mandato a presidente da Câmara da Maia devido a seis crimes
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto (TAF) decretou, esta segunda-feira, a perda de mandato do presidente da câmara da Maia, António Silva Tiago, devido a acusação de seis crimes: violação de normas de execução orçamental; recebimento indevido de vantagem; corrupção passiva; participação económica em negócios; abuso de poderes e peculato, avança o Público.

Em causa está um processo movido pelo partido Juntos pelo Povo (JPP) que critica a assunção pela autarquia de uma dívida de 1,4 milhões de euros, que o Fisco imputara ao presidente da Câmara, Silva Tiago, ao seu antecessor e atual presidente da Assembleia Municipal, Bragança Fernandes, bem como ao vereador Mário Neves, enquanto ex-administradores da extinta empresa municipal TECMAIA.

O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) do Porto notificou hoje quer o presidente da autarquia, quer o vereador com a decisão de perda de mandato, o que no entender do advogado do JPP, Miguel Santos Pereira, "é a prova de que o JPP tinha razão".

"Consideramos que o desfecho do processo é justo. Nesta primeira instância está feita justiça. Agora temos de aguardar porque certamente os colegas irão recorrer", apontou Miguel Santos Pereira, em declarações à agência Lusa.

A decisão da primeira instância não abrange o ex-presidente da Câmara e atual presidente da Assembleia Municipal da Maia, Bragança Fernandes.

Na ação, o JPP pediu também a dissolução da Câmara e da Assembleia Municipal, com a consequente convocação de eleições autárquicas intercalares.

A Lusa tentou obter uma reação da Câmara da Maia, distrito do Porto, que é liderada pela coligação PSD/CDS-PP, bem como do advogado da autarquia, mas até ao momento não foi possível.

+ notícias: Norte

Uma dezena de camiões danificados em incêndio na Trofa

Cerca de uma dezena de camiões ficaram danificados devido a um incêndio que ocorreu esta noite no parque de estacionamento de uma empresa na Trofa, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) do Porto.

Supremo mantém penas máximas para cinco arguidos do processo 'Máfia de Braga'

O Supremo Tribunal de Justiça manteve esta quarta-feira as penas de 25 anos de prisão a cinco dos arguidos do processo 'Máfia de Braga' e reduziu de 23 para 19 anos de cadeia a pena de um sexto arguido.

Carro colhido por comboio em Barcelos causa três vítimas mortais

Um carro foi colhido por um comboio na passagem de nível de Carapeços, em Barcelos, causando três vítimas mortais, uma delas uma criança, apurou o Porto Canal com fonte dos Bombeiros Voluntários de Barcelinhos.

Atualizado 19-06-2019 13:05

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.