Info

Tribunal determina perda de mandato a presidente da Câmara da Maia devido a seis crimes

Tribunal determina perda de mandato a presidente da Câmara da Maia devido a seis crimes
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Tribunal Administrativo e Fiscal do Porto (TAF) decretou, esta segunda-feira, a perda de mandato do presidente da câmara da Maia, António Silva Tiago, devido a acusação de seis crimes: violação de normas de execução orçamental; recebimento indevido de vantagem; corrupção passiva; participação económica em negócios; abuso de poderes e peculato, avança o Público.

Em causa está um processo movido pelo partido Juntos pelo Povo (JPP) que critica a assunção pela autarquia de uma dívida de 1,4 milhões de euros, que o Fisco imputara ao presidente da Câmara, Silva Tiago, ao seu antecessor e atual presidente da Assembleia Municipal, Bragança Fernandes, bem como ao vereador Mário Neves, enquanto ex-administradores da extinta empresa municipal TECMAIA.

O Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) do Porto notificou hoje quer o presidente da autarquia, quer o vereador com a decisão de perda de mandato, o que no entender do advogado do JPP, Miguel Santos Pereira, "é a prova de que o JPP tinha razão".

"Consideramos que o desfecho do processo é justo. Nesta primeira instância está feita justiça. Agora temos de aguardar porque certamente os colegas irão recorrer", apontou Miguel Santos Pereira, em declarações à agência Lusa.

A decisão da primeira instância não abrange o ex-presidente da Câmara e atual presidente da Assembleia Municipal da Maia, Bragança Fernandes.

Na ação, o JPP pediu também a dissolução da Câmara e da Assembleia Municipal, com a consequente convocação de eleições autárquicas intercalares.

A Lusa tentou obter uma reação da Câmara da Maia, distrito do Porto, que é liderada pela coligação PSD/CDS-PP, bem como do advogado da autarquia, mas até ao momento não foi possível.

+ notícias: Norte

Assalto deixa escola básica de Vila do Conde sem equipamentos informáticos

A Escola Básica de Bento de Freitas, em Vila do Conde, foi hoje de madrugada assaltada, tendo sido levados equipamentos informáticos, informou à agência Lusa o presidente do Agrupamento de Escolas Frei João.

Encarregados de educação exigem reforço de funcionários na Escola Básica Manuel António Pina em Vila Nova de Gaia

Os pais da Escola Básica Manuel António Pina, em Vila Nova de Gaia, concentraram-se esta terça-feira de manhã à porta do estabelecimento de ensino. Protestam contra a falta de funcionários e estão a recolher assinaturas para fazerem chegar à Assembleia da República uma petição para alterar a lei dos rácios.

Assaltantes levam cofre com cinco mil euros de uma Associação em Paredes

Um grupo de assaltantes levou, esta terça-feira de manhã, um cofre com cerca de cinco mil euros, documentos e outros bens da Casa do Povo de Sobreira, em Paredes, apurou o Porto Canal com fonte da GNR.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.