Info

Ministra terá de explicar aos deputados processo de inclusão de três vacinas no PNV

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 03 abr (Lusa) -- A ministra da Saúde vai o parlamento para explicar o que está a ser feito para cumprir a inclusão das vacinas da meningite B, rotavírus e vírus do papiloma humano para os rapazes no Programa Nacional de Vacinação.

Os deputados da comissão parlamentar de Saúde aprovaram hoje por unanimidade um requerimento do PCP que pedia a audição da ministra Marta Temido para "obter um esclarecimento cabal sobre a concretização da norma orçamental relativa à inclusão de três vacinas no PNV".

A deputada do PCP Carla Cruz lembrou hoje que "quem tem dinheiro consegue" vacinar os seus filhos, enquanto que quem não tem possibilidades económicas não os está a vacinar contra a meningite B ou contra o rotavírus.

O PCP tinha proposto, em sede de discussão na especialidade do Orçamento do Estado para 2019, a inclusão das três vacinas no PNV, proposta que foi aprovada com o voto contra do PS, lembram os comunistas no requerimento que hoje foi apreciado e votado na comissão parlamentar.

O PCP defende a universalidade e gratuitidade das três vacinas em causa (meningite B, rotavírus e HPV para rapazes), com base em "evidências científicas".

O parlamento aprovou a inclusão destas três vacinas no Programa de Vacinação, o que as torna gratuitas, apesar de ainda não se conhecer a decisão técnica da Direção-geral da Saúde.

Vários pediatras têm defendido a inclusão da vacina da meningite B no Programa Nacional de Vacinação. Depois do êxito da vacinação contra a doença invasiva meningocócica do grupo C (MenC), já incluída no PNV, o grupo B passou a ser predominante, atualmente responsável por mais de 70% dos casos de doença meningocócica em Portugal.

ARP // SB

Lusa/fim

+ notícias: Política

Alexandra Leitão reconhece que os "autarcas tinham alguma razão" de queixa sobre os moldes da descentralização

Alexandra Leitão, Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, reconhece que os autarcas "tinham alguma razão" quando diziam que “existiam algumas dificuldades” sobre o atual model de descentralização. Por isso, o Governo prorrogou em um ano o prazo para impor a transferência de competências na Saúde, Educação e Ação Social.

"Manobras de diversão". Assinatura do protocolo da expansão do metro do Porto 'marcada' pela 'guerra aberta' entre autarcas

Ficou marcada pela polémica a assinatura do protocolo entre o Governo e a Área Metropolitana do Porto para a expansão da rede do metro. Tal como o Porto Canal tinha avançado em primeira mão, são vários os autarcas que se queixam de não terem sido ouvidos no processo.

Secretário de Estado do Desporto garante que em breve serão tornadas públicas as condenações pela Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto

O Secretário de Estado do Desporto, João Paulo Rebelo, garante que em breve serão tornadas públicas as condenações já feitas pela Autoridade para a Prevenção e Combate à Violência no Desporto. A garantia de João Paulo Rebelo surge depois do Porto Canal ter divulgado que o regime jurídico já prevê a divulgação das decisões de condenação.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.