Info

Viana avança com incentivos municipais na agricultura e floresta

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Viana do Castelo, 18 fev (Lusa) - A Câmara de Viana do Castelo vai avançar com um regime de incentivo às fileiras da agricultura, floresta e produtos de base regional, através da isenção de várias taxas municipais, para potenciar estas atividades económicas.

Fonte do município afirmou hoje que o regime prevê a isenção total de taxas e apoio nos projetos de investimento, medidas já aprovadas em reunião do executivo camarário e que seguem "as mesmas diretrizes de outros regimes de incentivos" já em vigor, como no acolhimento empresarial e turístico e na regeneração urbana.

Este novo modelo inclui "medidas de acolhimento e incentivo à implementação de projetos com capacidade inovadora", assim como à construção de estruturas relacionadas com a atividade agropecuária, agroflorestal e de produtos de base regional, numa lógica de "promoção da diversidade da economia rural".

Desta forma, os processos de licenciamento e operações urbanísticas de novas estruturas relacionadas com a agropecuária, agroflorestal e produtos de base regional, bem como de projetos de requalificação e ampliação de estruturas existentes, passam a contar com "isenção total" de taxas de licenciamento em operações urbanísticas.

Além disso, os serviços municipais vão assegurar "apoio e acompanhamento" aos projetos de investimento, nomeadamente na agilização dos processos.

Os setores económicos ligados aos produtos endógenos e da economia do mar, bem como no domínio do espaço rural, são uma "prioridade", segundo a autarquia, do Plano Estratégico de Viana do Castelo.

PYJ // JAP

Lusa/fim

+ notícias: Norte

CCDR-N dá parecer desfavorável à localização do aterro da Resinorte na Trofa

A Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N) emitiu hoje um parecer desfavorável ao licenciamento do aterro da Resinorte previsto para a freguesia de Covelas, concelho da Trofa, anunciou o Ministério do Ambiente.

Mercado Abastecedor com postos de venda encerrados depois de dois casos confirmados de infeção por Covid-19

Estão confirmados dois casos de infeção e um suspeito por Covid-19 em funcionários dos postos de venda do Mercado Abastecedor do Porto, anuncia em comunicado ao Porto Canal o Conselho de Administração que tomou conhecimento dos casos através da Unidade de Saúde do Porto. O Mercado Abastecedor do Porto procedeu ao encerramento imediato dos postos de venda nos quais os trabalhadores infetados operavam por instrução da Delegação de Saúde.

Provedor de irmandade de Braga diz que nunca exigiu "um centavo" a ninguém

O provedor da Irmandade de Santa Cruz, em Braga, afirmou hoje que, desde que exerce o cargo, nunca pediu ou mandou pedir “um centavo que fosse” para o acolhimento de idosos no lar da instituição.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.