Info

Passe único entra em vigor em junho em Santo Tirso

Passe único entra em vigor em junho em Santo Tirso
| Norte
Porto Canal com Lusa

O passe único entra em vigor em Santo Tirso a partir de junho dado que duas transportadoras a operar no concelho estão ainda em processo de aquisição dos validadores, informou esta segunda-feira o presidente da autarquia.

Servido pela Pacense, Landim, Arriva, Grupo Transdev e Transportes Urbanos de Santo Tirso (TUST), o concelho do distrito do Porto, segundo o autarca, foi autorizado pela Área Metropolitana do Porto (AMP) a fazer uma transição faseada, adiando para 01 de junho a entrada em vigor do passe único.

Segundo o presidente da autarquia, Joaquim Couto, o Grupo Transdev e os TUST "ainda estão em fase de aquisição dos equipamentos [validadores] necessários para a adaptação ao passe único".

Na semana passada, a AMP lembrou que há "operadores onde a utilização [do passe único] não será possível [já a 01 de abril] por falta de validadores", entre eles o Grupo Transdev, em Santo Tirso, mas deixou a expectativa de que partir de 01 de maio o título de transporte pudesse ser implementado nos 17 concelhos da região.

Segundo Joaquim Couto, o anúncio de 01 de junho ocorre após a AMP ter "decidido na sexta-feira que, devido ao facto de várias empresas ainda não terem os validadores", o título "entrará em vigor de forma faseada em vários concelhos, entre eles Santo Tirso".

Contudo, neste cenário, acrescentou, a partir de 01 de abril "todos os passes [de cada um dos operadores] passam a ter o valor de 30 euros, dentro do município, e de 40 euros, fora dele".

“Até junho, os titulares desses passes apenas poderão usufruir da transportadora com quem operam hoje", sublinhou.

O autarca explicou que “quem já tem passe passa automaticamente a usufruir de um passe de 30 ou 40 euros, conforme seja municipal ou para a Área Metropolitana, sendo válido [apenas] para essa transportadora até 01 de junho, após o que a uniformização do [título] Andante dará para andar em qualquer meio de transporte, seja Metro do Porto, STCP, rodoviário ou ferroviário".

Os utilizadores do passe municipal de transporte em Santo Tirso terão uma "redução anual que pode chegar aos 500 euros" anuais e para quem tem de viajar para fora do município o ganho anual em transporte rodoviário, por exemplo, para o Porto "será de 630 euros". Já no transporte ferroviário, o utilizador do passe único "atingirá os 164 euros de poupança", elencou o presidente da Câmara.

Em conferência de imprensa na Central de Transportes de Santo Tirso, Joaquim Couto considerou que esta medida levada a cabo pelo Governo tem "mais impacto" para quem vive naquele município do distrito do Porto do que "um aumento salarial".

Sobre a influência que a nova realidade dos transportes na zona da AMP possa ter na futura concessão triangular dos transportes, envolvendo Santo Tirso, Trofa e Vila Nova de Famalicão, o autarca disse esperar "que seja positiva", pois "irá melhorar a oferta, alargando para os passageiros que beneficiam do passe Único o horizonte de partida e de chegada".

Ao nível dos títulos individuais de transporte, Joaquim Couto disse "não estar prevista nenhuma medida que vise reduzir o tarifário" nem o "alargar ao resto do concelho dos benefícios à população mais desfavorecida que utiliza o TUST".

"Está previsto estudar essa questão no futuro. Parece-nos razoável que algo venha a ser feito para melhorar também os títulos individuais", disse.

+ notícias: Norte

Atropelamento na EN13 faz uma vítima mortal em Chafé, Viana do Castelo

Uma mulher de 59 anos morreu na noite de sábado, pelas 21:15 horas, vítima de atropelamento na Estrada Nacional (EN) 13 em Chafé, Viana do Castelo, segundo fonte da GNR local.

Lançada petição pública para reativação da Linha do Douro até Barca d'Alva e Espanha

Os promotores de uma petição pública em defesa da requalificação e reativação da Linha Ferroviária do Douro, lançada este sábado na Régua, querem reunir até final do ano assinaturas suficientes para levar o abaixo-assinado à discussão no parlamento.

Idosa encontrada morta no rio Fervença, em Bragança

Uma idosa de 73 anos dada como desaparecida desde sexta-feira à tarde foi encontrada morta ao início da manhã deste sábado no rio Fervença, junto à ponte do Jorge, em Bragança, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais. 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

1ª Bienal de Fotografia do Porto:...