Info

Idai: Mais de três milhões de afetados e apoio é insuficiente - Graça Machel

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Maputo, 23 mar (Lusa) - O número de pessoas afetadas pelo ciclone Idai poderá ultrapassar os três milhões e os recursos necessários para a assistência humanitária são ainda muito insuficientes, referiu hoje Graça Machel, presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Comunidade.

"Posso arriscar: temos muito acima de três milhões de pessoas afetadas e todo o apoio ainda é insuficiente", disse hoje a antiga primeira dama de Moçambique, em conferência de imprensa, em Maputo.

"O Governo e as Nações Unidas fizeram um apelo muito por baixo", considerou, referindo que cerca de 30 milhões de dólares "servirá só para pôr a bola a rolar. Não se tinha uma avaliação completa da escala e magnitude do problemas".

Graça Machel deixou um alerta: "o mundo que se prepare" para números maiores.

"Há-de ser necessário, com números mais precisos, fazer um outro apelo e provavelmente um terceiro", acrescentou.

Graça Machel falava em conferência de imprensa ao lado de Henrietta Fore, diretora executiva do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), que fez uma visita à região afetada na sexta-feira.

Henrietta Forre referiu que há muitas crianças separadas da suas famílias e vão ser necessários orfanatos e outras instituições para lhes dar apoio.

A diretora executiva do UNICEF disse ainda estar impressionada pela maneira como Portugal está a impulsionar a solidariedade a favor das vítimas do ciclone Idai.

LFO // JNM

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Brexit: União Europeia e Reino Unido alcançam acordo para a saída

A União Europeia e o Reino Unido alcançaram hoje um acordo para a saída do país do bloco comunitário após longas negociações, anunciaram hoje na rede social Twitter o presidente da Comissão Europeia e o primeiro-ministro britânico.

Síria: Turquia termina ofensiva após retirada dos curdos

Ancara, 17 out 2019 (Lusa) -- O vice-Presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, anunciou hoje em Ancara que a Turquia concordou suspender a sua ofensiva no nordeste da Síria, que terminará quando as forças curdas retirarem da região.

Moçambique: Mogherini sublinha que quaisquer disputas devem ser resolvidas em sede própria

Bruxelas, 17 out 2019 (Lusa) -- A chefe de diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini, afirmou hoje que o processo eleitoral em Moçambique "é um verdadeiro teste" às instituições e atores políticos e disse esperar que quaisquer disputas pós-eleitorais sejam resolvidas em sede própria.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.