Info

Idai: Segundo avião C-130 com apoio português aterra na cidade da Beira

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Beira, Moçambique, 23 mar (Lusa) - O segundo avião C-130 da Força Aérea Portuguesa com apoio português às operações de socorro às vítimas da passagem do ciclone Idai em Moçambique aterrou hoje na cidade da Beira pelas 10:30 (08:30 em Lisboa).

O avião transporta uma equipa avançada de peritos da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), elementos da Força Especial de Bombeiros, da Guarda Nacional Republicana (GIPS e binómios de busca e socorro), do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e da EDP.

O envio dos dois C-130 foi anunciado ao início da noite de quarta-feira pelo ministro dos Negócios Estrangeiros de Portugal (MNE) e o primeiro aterrou na sexta-feira.

No primeiro avião, além dos 35 militares, seguiram uma equipa cinotécnica (homem e cão) da GNR, numa operação coordenada pela Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Para hoje está prevista ainda a chegada ao mesmo aeroporto da Beira de um avião comercial fretado pelo Estado português com uma força operacional conjunta da ANPC, com valências nas áreas de busca, salvamento, proteção e socorro em situações de emergência complexas.

O apoio português surge na sequência do pedido de assistência internacional para ajuda nas operações de socorro apresentado pelas autoridades moçambicanas no quadro do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.

O balanço provisório da passagem do ciclone Idai em Moçambique, no Zimbabué e no Maláui aumentou hoje para 603 mortos, com a confirmação de mais 51 vítimas mortais no lado moçambicano.

As autoridades de Maputo confirmaram já o registo de 293 mortos, 1.511 feridos e 344 mil pessoas afetadas.

O ciclone afetou pelo menos 2,8 milhões de pessoas nos três países africanos e a área submersa em Moçambique é de cerca de 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais.

A cidade da Beira, no centro litoral de Moçambique, foi uma das mais afetadas pelo ciclone, na noite de 14 de março.

LFO (EYAC/FC) // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Von der Leyen quer Europa como primeiro continente neutro em carbono em 2050

A candidata à presidência da Comissão Europeia comprometeu-se hoje a tornar a Europa o primeiro continente a alcançar a meta da neutralidade carbónica em 2050, indicando que irá apresentar um "acordo verde" nos primeiros 100 dias no cargo.

Sismo na Califórnia causa múltiplos feridos e incêndios

O forte sismo que atingiu o sul da Califórnia na noite de sexta-feira provocou múltiplos feridos, incêndios e danos em estradas e edifícios, anunciaram as autoridades.

China vai deixar de subsidiar empresas estatais insustentáveis

Pequim, 16 jul 2019 (Lusa) - O Governo chinês vai deixar de subsidiar empresas estatais cujas operações são insustentáveis, visando aumentar a "eficiência" da economia chinesa, informou hoje a Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento da China, órgão máximo de planificação económica.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.