Info

Tiago Hespanha fez um filme para pensar o mundo a partir de um campo de tiro

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 11 mar (Lusa) - "Campo", o documentário de Tiago Hespanha que é exibido na esta semana no festival Cinema du Réel, em França, regista a vida num campo de treino militar como um microcosmos sobre o mundo, contou o realizador à agência Lusa.

O filme, que terá estreia mundial na competição daquele festival, foi rodado durante um ano e meio no Campo de Tiro de Alcochete (Setúbal), mas não é um registo documental de um qualquer treino de militares das Forças Armadas.

"Fiquei a perceber que naquele lugar, além de toda a atividade militar que existe ali, havia toda uma outra série de atividades não militares que coincidiam no espaço - de lazer, de ciência - e essa mistura e proximidade fez-me começar a pensar num filme que fosse uma espécie de viagem por estes diferentes universos", contou o realizador à agência Lusa.

Tiago Hespanha explicou que teve total abertura das Forças Armadas para acompanhar rotinas de treino e de trabalho dos militares que passam por aquele campo de treino, mas interessou-lhe uma narrativa ensaística, quase existencialista e filosófica, sobre a condição humana.

O campo de tiro de Alcochete, encaixado entre as bacias dos rios Tejo e Sado, foi criado em 1904 e atualmente tem uma área de 7.539 hectares, com fauna e flora que coabitam com toda a parafernália e equipamento dos treinos militares.

A ideia do documentário, explicou Tiago Hespanha, foi "partir daquele lugar e do que ali acontece para pensar e ver o mundo fora dele. (...) O cinema, a forma como o tenho feito e que mais me interessa, parte da experiência de contacto com a realidade, da experiência do concreto, mas não ficando preso às suas condições e lógicas internas".

Dando corpo a essa intenção de documentário-ensaio, o filme é narrado pelo próprio realizador, incorporando referências e citações literárias diversas, de Carl Sagan a Alberto Caeiro, de Franz Kafka à mitologia grega, de forma a colocar a tónica do documentário "no humano, transcendendo o concreto".

"Foi pensar o mundo a partir dali", resumiu.

A ideia para este documentário começou a ser trabalhada há uma década, quando Tiago Hespanha fazia um mestrado em Barcelona (Espanha), sendo agora concretizado com a estreia mundial em França, depois de várias etapas de procura de financiamento, sessões de apresentação em festivais ainda em fase de projeto, produção e finalização.

No ano passado, "Campo" venceu o principal prémio do programa "First Look" do Festival de Locarno (Suíça), dedicado a filmes em fase de pós-produção, no valor de 65 mil euros.

Depois do festival Cinema du Réel, que decorrerá de 15 a 24 de março, em Paris, Tiago Hespanha apresentará "Campo" no festival internacional de cinema de Hong Kong, estando ainda por confirmar a data da estreia comercial em sala em Portugal.

Tiago Hespanha, realizador e produtor, ligado à Terratreme Filmes, é autor de vários filmes, todos no registo de documentário, como "Revolução Industrial" (2014), correalizado com Frederico Lobo, "No trilho dos naturalistas" (2016), "Visita guiada" (2009) e "O presente que veio de longe" (2008).

SS // MAG

Lusa/fim

+ notícias: País

Ministra da Saúde diz que "está feita" recuperação das greves cirúrgicas

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta quarta-feira que "está feita" a recuperação das duas greves cirúrgicas que levou ao cancelamento de milhares de cirurgias.

Jovem de 22 anos encontrado morto numa garagem em Mangualde

Um jovem de 22 anos foi esta quarta-feira de madrugada encontrado morto debaixo de uma viatura, dentro de uma garagem, em Abrunhosa do Mato, no concelho de Mangualde, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

FENPROF manifestou-se frente ao Parlamento contra a precariedade no Ensino Superior

O secretário geral da FENPROF considera inadmissível que ainda existam docentes do Ensino Superior sem saber se vão ter progressão nas carreiras. O sindicato manifestou-se em frente ao Parlamento contra a precariedade no Ensino Superior.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.