Info

Acidente com avião da Ethiopian Airlines considerado um dos mais graves da última década

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Redação, 10 mar (Lusa) -- O acidente registado hoje com um avião da Ethiopian Airlines, em que seguiam 157 pessoas, soma-se às diversas tragédias aéreas da última década, das quais a agência EFE destaca as mais graves.

- 30 junho 2009 -- Um Airbus 310-300 de Air Yemenia cai no Oceano Índico com 153 pessoas a bordo quando voava de Sana, na Indonésia, para as Ilhas Comores. Só sobreviveu uma menina.

- 15 julho 2009 -- Morreram 168 ocupantes de um Tupolev da iraniana Caspian Airlines que se despenhou ao descolar do aeroporto de Teerão rumo a Erevan (Arménia).

- 10 abril 2010 -- Morre o chefe e Estado da Polónia, Lech Kaczynski, e outras 95 pessoas, entre elas uma vintena de titulares de altos cargos político e militares, com a queda de um Tupolev-154 a um quilómetro do aeroporto militar russo de Smolensk.

- 11 maio 2010 -- Morrem 103 passageiros do Airbus A330 companhia aérea líbia Afriqiyah Airways que se despenhou antes de aterrar no aeroporto de Tripoli. Só sobreviveu um rapaz a holandês de nove anos.

- 22 maio 2010 -- Morrem 158 pessoas e oito sobrevivem ao despenhar-se um Boeing-737 de Air India Express, proveniente do Dubai, no aeroporto de Mangalore (Índia).

- 28 julho 2010 -- Perdem a vida 153 ocupantes do Airbus A321 da companhia Air Blue, que se despenhou próximo de Islamabad, no Paquistão.

- 20 abril 2012 -- Morrem 138 pessoas, 127 ocupantes de um Boeing 737 da companhia aérea paquistanesa Bhoja e 11 pessoas em terra, ao despenhar-se o avião que fazia a rota Karachi-Islamabad, numa zona residencial de Hussainabad, próxima de Islamabad.

- 03 junho 2012 -- Morrem os 153 ocupantes de um DC-9 da companhia aérea Dana Airair e outras 10 pessoas em terra, ao embater contra um edifício em Iju, o bairro mais povoado de Lagos, na capital da Nigéria.

- 08 março 2014 - Desaparece com 239 pessoas a bordo o Boeing 777-200 da Malaysia Airlines que descolou de Kuala Lumpur (Indonésia) com destino a Pequim.

- 24 julho 2014 -- Morrem os 116 ocupantes do avião MD83 de companhia aérea espanhola Swiftair, operada pela Air Algerie. Os restos do avião foram localizados entre a fronteira do Burkina Faso e a cidade de Gao no Mali.

- 28 dezembro 2014 -- Falecem os 162 ocupantes de um Airbus 320-200 de AirAsia, que tinha descolado de Surabaya (Indonésia) com destino a Singapura e que caiu no mar de Java.

- 24 março 2015 -- Morrem os 150 ocupantes do Airbus A320 da companhia Germanwings que se despenhou nos Alpes franceses. O avião partiu de Barcelona, na Espanha, com destino a Dusseldorf, na Alemanha.

- 18 maio 2018 -- Morrem 112 dos 113 ocupantes de um Boeing 737 da Cubana de Aviación, que fazia a rota entre as cidades de Havana e Holguín, em Cuba. O avião despenhou-se instantes depois de ter levantado.

- 29 outubro 2018 -- Morrem os 189 ocupantes de um Boeing 737 da companhia de baixo custo Lion Air que se despenhou no mar de Java treze minutos depois de descolar do aeroporto de Jacarta.

JS // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Termina sequestro em autocarro no Rio de Janeiro, suspeito morto pela polícia

O sequestro dos passageiros de um autocarro na ponte que liga a cidade brasileira do Rio de Janeiro e Niterói terminou cerca das 09h00 locais (13h00 em Lisboa) com a morte do suspeito, informou a Polícia Militar.

Twitter bane propaganda dos 'media' controlados pelo Estado após suspender contas associadas à China

A rede social Twitter informou esta terça-feira que não aceitará mais "propaganda de órgãos de imprensa controlados pelo Estado", condenando comportamentos "manipuladores", depois de anunciar que suspendeu quase mil contas associadas ao regime chinês.

Quatro mil pessoas retiradas de casa devido a incêndio na Grã Canária, Espanha

Um incêndio florestal que lavra desde sábado em Valleseco, na ilha espanhola Grã Canária, obrigou à retirada de quatro mil pessoas de 40 localidades, informou este domingo o presidente do Governo das Ilhas Canárias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.