Info

Milhares de argelinos em Paris exigem renúncia de Bouteflika a um quinto mandato

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Paris, 10 mar (Lusa) -- Milhares de argelinos voltaram a sair hoje às ruas de Paris em protesto contra a candidatura do seu Presidente, Abdelaziz Bouteflika, a um quinto mandato nas eleições presidenciais de 18 de abril.

Os manifestantes, incluindo muitos jovens mas com um número crescente de mulheres e de famílias, concentraram-se na Praça da República, e agitaram as suas bandeiras, "orgulhosos" de poderem participar nas mobilizações sem precedentes que decorrem no país magrebino, referiu a agência noticiosa Efe.

Na concentração, convocada por associações argelinas e membros da oposição, encontrava-se o opositor franco-argelino Rachid Nekkaz, que foi detido na sexta-feira quando tentava entrar nos Hospitais Universitários de Genebra, onde Bouteflika se encontra para exames médicos e tratamentos desde finais de fevereiro.

Os protestos contra Bouteflika também se estenderam durante esta semana a outras cidades franceses, incluindo Marselha onde residem 150.000 argelinos.

A comunidade argelina é das mais numerosas do país europeu, e nas eleições de 2014 mais de 800.000 argelinos estavam registados em França para poderem votar.

Em Argel, milhares de pessoas, incluindo muitos jovens do liceus, voltaram a manifestar-se em protesto contra o regime do Presidente, 82 anos e gravemente doente.

A cadeia televisiva privada argelina Ennahar confirmou hoje que um avião da Força Aérea, semelhante ao que transporto Bouteflika para a Suíça em 24 de fevereiro, aterrou hoje no aeroporto de Genebra e tudo indica "que o presidente regresse hoje ao país".

Em paralelo, segundo os media locais, um amplo dispositivo de segurança já estava a postos na estrada que conduz ao Palácio de Zeralda, arredores de Argel, uma das residências habitualmente utilizadas pelo chefe de Estado argelino.

PCR // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Termina sequestro em autocarro no Rio de Janeiro, suspeito morto pela polícia

O sequestro dos passageiros de um autocarro na ponte que liga a cidade brasileira do Rio de Janeiro e Niterói terminou cerca das 09h00 locais (13h00 em Lisboa) com a morte do suspeito, informou a Polícia Militar.

Twitter bane propaganda dos 'media' controlados pelo Estado após suspender contas associadas à China

A rede social Twitter informou esta terça-feira que não aceitará mais "propaganda de órgãos de imprensa controlados pelo Estado", condenando comportamentos "manipuladores", depois de anunciar que suspendeu quase mil contas associadas ao regime chinês.

Quatro mil pessoas retiradas de casa devido a incêndio na Grã Canária, Espanha

Um incêndio florestal que lavra desde sábado em Valleseco, na ilha espanhola Grã Canária, obrigou à retirada de quatro mil pessoas de 40 localidades, informou este domingo o presidente do Governo das Ilhas Canárias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.