Info

Bolsonaro diz que Governo brasileiro está equilibrado com 20 homens e duas mulheres

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Brasília, 09 mar (Lusa) - O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, afirmou, na sexta-feira, Dia Internacional da Mulher, que o sei executivo "está equilibrado" com 20 ministros e duas ministras, acresentando que cada ministra vale por "dez homens", noticiou a imprensa.

"Pela primeira vez, o número de ministros e ministras está equilibrado. Nós temos 22 ministérios: 20 homens e duas mulheres. Cada uma dessas mulheres que estão aqui equivalem a dez homens. A garra dessas duas mulheres transmite energia para os demais", afirmou o chefe de Estado do Brasil, numa celebração do Dia Internacional da Mulher, no Palácio do Planalto, em Brasília.

As duas ministras que fazem parte do atual Governo do país são Damares Alves, da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos, e Tereza Cristina, do Ministério da Agricultura.

Ainda no seu discurso, Bolsonaro disse que a efeméride dedicada à Mulher "não é diferente dos demais" dias porque, na opinião do governante, as mulheres "estão 24 horas por dia" na vida dos cidadãos.

Segundo o portal de notícias G1, o Presidente afirmou ainda que os homens não fazem "política séria" se não tiverem ao seu lado "uma mulher com os mesmos princípios".

O Governo brasileiro criou hoje medidas de combate à violência doméstica e familiar no país, visando a mobilização de meios na ajuda às vítimas, assim como no "tratamento dos agressores", anunciou o porta-voz da Presidência.

As medidas foram criadas num acordo firmado nesta sexta-feira entre a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do Brasil, Damares Alves, e o ministro da Justiça, Sergio Moro, na data em que se assinala o Dia Internacional da Mulher.

"A medida tem o objetivo de mobilizar as unidades, agentes e serviços de vários órgãos em ações de atendimento e proteção a mulheres vítimas de violência, além de fomentar o tratamento dos agressores, que estejam no sistema prisional, monitorizados por pulseiras eletrónicas, ou em cumprimentos de penas alternativas", afirmou à imprensa o porta-voz da Presidência, Rêgo Ramos.

MYMM // FST

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Onze manifestantes detidos e 22 agentes feridos durante protesto em Hong Kong

A polícia de Hong Kong informou esta quinta-feira que 11 manifestantes foram detidos e 22 agentes ficaram feridos no protesto contra emendas à proposta de lei que preveem a extradição de suspeitos de crimes para a China.

Dois milhões em protesto em Hong Kong na véspera de greve geral - organização

Hong Kong, China, 16 jun 2019 (Lusa) -- Cerca de dois milhões de pessoas participaram hoje em Hong Kong num protesto contra a lei da extradição, segundo os organizadores, que apelam a uma greve geral na segunda-feira, enquanto a polícia estima a adesão em menos de 400 mil.

Netanyahu inaugura nos Montes Golã colonato batizado em honra de Donald Trump

Jerusalém, 16 jun 2019 (Lusa) -- O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, inaugurou hoje um novo colonato nos Montes Golã, território sírio anexado por Israel em 1981, batizado "Colina Trump" em honra do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.