Jornal Diário Jornal das 13

Ministério Público investiga denúncia de tortura na Polícia Judiciária

| País
Fonte: Agência Lusa

Santa Maria da Feira, 14 fev (Lusa) - O Ministério Público (MP) está a investigar eventuais atos de tortura cometidos por inspetores da Polícia Judiciária (PJ) do Porto, durante uma busca domiciliária a um acampamento realizada em janeiro passado, em Santa Maria da Feira, disse hoje fonte judicial.

Segundo a mesma fonte, a operação decorreu no âmbito de um processo tutelado pelo MP da Feira, relacionado com um assalto violento que ocorreu em dezembro de 2013, naquele concelho.

"Durante as buscas, foram feitas detenções e quando os detidos já estavam algemados, operacionais da PJ ameaçaram-nos com armas de fogo e agrediram-nos para forçarem a confissão de crimes", adiantou a mesma fonte.

As supostas agressões foram testemunhadas pelo procurador do MP titular do processo que não gostou da atuação da polícia e participou o caso à Procuradora Distrital do Porto.

Em declarações à Lusa, a Procuradoria-Geral da República confirma que no dia 24 de janeiro foi instaurado pelo MP "um inquérito em que se investigam factos praticados por elementos da Polícia Judiciária que poderão, eventualmente, constituir ilícito criminal".

Este órgão dirigido pela magistrada Joana Marques Vidal não adianta mais pormenores, justificando que "o processo encontra-se em segredo de justiça".

Contactada pela Agência Lusa, a direção nacional da PJ admitiu ter conhecimento do caso, adiantando que já tinha sido instaurado um inquérito disciplinar para apurar os factos.

O crime de tortura é punível com uma pena de prisão de um a cinco anos.

JYDN // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: País

Passageiros do Alfa Pendular de Lisboa a Braga obrigados a mudar de comboio no Porto

Os passageiros da CP (Comboios de Portugal) que pagam bilhete para o Alfa Pendular de Lisboa para Braga, são obrigados a prosseguir viagem, a partir do Porto, num comboio suburbano. Nas últimas semanas a situação tem sido recorrente, o que deixa os passageiros indignados.

Abate de animais nos canis é proibido a partir de domingo

A lei que proíbe o abate de animais como medida de controlo da população entra em vigor no domingo, no continente, mas os veterinários alertam para o "pouco esforço que foi feito" de adaptação à nova realidade.

Proteção Civil apela a medidas de autoproteção depois de 97 eventos sísmicos nos Açores

O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores informou que desde 20 de setembro foram registados 97 eventos de atividade sísmica, oito dos quais sentidos, e a proteção civil apelou este sábado à população que tome medidas de autoproteção.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.