Info

Autarquias investem 400 mil euros em ponte que liga Coimbra a Montemor-o-Velho

| Política
Porto Canal com Lusa

Coimbra, 12 fev (Lusa) - As Câmaras Municipais de Coimbra e Montemor-o-Velho vão investir 400 mil euros na construção de uma nova ponte que vai ligar os dois concelhos, na zona do Paul de Arzila, anunciaram hoje as autarquias.

Os dois municípios formalizaram esta tarde o lançamento do concurso público para a construção da ponte, numa sessão que começou com mais de 45 minutos de atraso.

O investimento, orçado em cerca de 400 mil euros, vai ser financiado, em partes iguais, pelas duas câmaras.

A nova Ponte do Paço, que liga Arzila (concelho de Coimbra) a Pereira do Campo (concelho de Montemor-o-Velho), vai ser construída ao lado da atual, que vai ficar reservada à passagem pedonal, informou o município de Coimbra, num documento distribuído aos jornalistas durante a sessão.

A nova ponte vai ter duas vias para veículos (ao contrário da antiga ponte) e passeios para peões, estando também previstas duas passagens para animais selvagens e a plantação de árvores autóctones no local.

A obra tem um prazo de execução de 330 dias.

"É uma pequena ponte que muitos ignoraram durante muito tempo. A Ponte do Paço não é uma obra tão importante como o Convento São Francisco, mas passam por lá mais pessoas do que as que entrarão num ano no Convento São Francisco", sublinhou o presidente da Câmara de Montemor-o-Velho, Emílio Torrão, durante a cerimónia.

Já o presidente da Câmara de Coimbra, Manuel Machado, referiu que a "importância da obra é evidente", salientando que, além de servir as pessoas, tem também como preocupação a preservação do ambiente e do Paul da Arzila.

JYGA // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Presidente da República considera "irrealista" qualquer reforma do SNS que "feche totalmente" a porta aos privados

O Presidente da República considera que qualquer proposta de reforma da Lei de Bases da Saúde que feche totalmente a hipótese da sua gestão por privados "é uma lei irrealista", mas a proposta do Governo "abre essa hipótese".

Presidente da Câmara da Maia mostra-se tranquilo e diz que confia na Justiça

O autarca da Câmara Municipal da Maia diz estar tranquilo com a ação interposta pela oposição e que culminou com a perda de mandato. António Silva Tiago mantem-se em funções até que seja decidido o recurso.

Câmara do Porto cria grupo de trabalho para avaliar e tomar medidas sobre gruas

A Câmara do Porto decidiu esta terça-feira criar um grupo de trabalho para avaliar "a dimensão técnica e jurídica" da instalação de gruas, para evitar quedas como a de sábado nas Fontainhas, a segunda em dois meses.

Atualizado 24-04-2019 11:15

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.