Info

Nova espécie de rã descoberta em montanha remota da Etiópia

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 12 fev (Lusa) - Uma rã diferente chamou a atenção de investigadores em expedição numa montanha no sudoeste da Etiópia, que acabaram por descobrir uma nova espécie num local isolado que pode albergar muitas mais.

"A descoberta de uma espécie geneticamente tão distinta numa expedição de dois dias demonstra perfeitamente como é importante avaliar a biodiversidade deste tipo de lugares. A montanha Bibita tem provavelmente muitas mais espécies desconhecidas à espera de serem descobertas", afirmou o diretor do programa de biologia do polo da Universidade de Nova Iorque em Abu Dhabi, Stéphane Boissinot.

Os investigadores Sandra Goutte e Jacobo Reyes-Velasco, baseados em Abu Dhabi, viajaram para a Etiópia no verão de 2018 em busca do que resta da floresta primitiva daquele país africano.

Ali, descobriram a nova espécie com 17 milímetros, no caso dos machos, e 20 milímetros, nas fêmeas, que se destaca pelo corpo, pernas e dedos alongados e pela cor dourada, "tão diferente das espécies etíopes" que já conheciam, afirmou Goutte.

O estudo em que revelam a descoberta da 'Phrynobatrachus bibita' foi publicado hoje na revista científica ZooKeys.

APN // JMR

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Surto de sarampo nas Filipinas escala para 8.400 casos e 130 mortos

O surto de sarampo continua a agravar-se nas Filipinas, com 8.443 casos confirmados desde o início do ano e 136 mortes causadas pela doença, na maioria crianças menores de cinco anos, indicaram esta terça-feira as autoridades.

Dezasseis estados em tribunal contra emergência declarada por Trump para construir muro

Dezasseis estados norte-americanos avançaram na segunda-feira com uma ação judicial contra a administração do Presidente Donald Trump, na sequência da declaração do estado de emergência para construir um muro na fronteira mexicana.

Português detido por homicídio nos Estados Unidos vai a tribunal a 13 de março

O luso-venezuelano Javier Enrique Da Silva Rojas, detido nos Estados Unidos por furto e homicídio, vai apresentar-se num tribunal em Nova Iorque para uma audiência preliminar a 13 de março, segundo documentos a que a Lusa teve acesso este domingo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.