Info

Parlamento Europeu aprova plano plurianual para pesca sustentável

| Economia
Porto Canal com Lusa

Estrasburgo, França, 12 fev (Lusa) -- O Parlamento Europeu (PE) aprovou hoje o plano plurianual para a gestão das pescas em águas ocidentais, nomeadamente de Portugal continental, Açores e Madeira, que prevê a sustentabilidade das espécies e do setor.

O regulamento, hoje aprovado por 525 votos a favor, 132 contra e 19 abstenções, abrange frotas de Portugal, Espanha, França, Bélgica, Alemanha, Irlanda e Reino Unido e espécies de grande importância comercial como a pescada, o tamboril e o lagostim em águas ibéricas e bacalhau, entre outras.

O regulamento, que mantém o objetivo de se atingir até 2020 o rendimento máximo sustentável das unidades populacionais ('stocks') demersais (que vivem a maior parte do tempo no fundo do mar).

O peixe-espada preto, em águas da Madeira, e o goraz, nos Açores, são unidades também abrangidas no plano, estabelecendo o texto que deverá ter-se em conta "as limitações relacionadas com a dimensão dos navios de pesca artesanal e costeira utilizados nas regiões ultraperiféricas".

IG // EA

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Trabalhadores de hiper e supermercados marcam greve para o Dia do Trabalhador

Os trabalhadores da grande distribuição, onde estão incluídos os do Pingo Doce, Continente, Jumbo e Minipreço, emitiram um pré-aviso de greve para o 1º de Maio, Dia do Trabalhador, tal como aconteceu em anos anteriores.

Portugal com 3ª maior dívida pública da União Europeia em 2018

Portugal registou a terceira maior dívida pública da União Europeia (UE) em 2018, ao atingir 121,5% do produto interno bruto (PIB), divulgou hoje o gabinete de estatísticas comunitário, o Eurostat, que confirmou um défice orçamental de 0,5%.

Economistas destacam otimismo do Governo para 2019 e pouca ambição na reforma do Estado

Economistas sondados pela Lusa consideram otimista a estimativa do Governo para o crescimento económico e défice em 2019, e referem que o Programa de Estabilidade (PE) "é pouco ambicioso" ao nível da reforma do Estado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.