Info

Governante de Macau sublinha "grande esforço" de promoção da língua portuguesa

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Porto, 12 fev (Lusa) -- O secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau, Alexis Tam, afirmou hoje que o executivo está a fazer "um grande esforço para promover a língua e cultura portuguesa" no território, uma estratégia apoiada diretamente por Pequim.

Em declarações à Lusa, à margem de uma visita à Câmara do Porto, no âmbito das celebrações dos 40 anos de relações diplomáticas entre Portugal e China, o responsável prometeu também mais apoios, num momento em que o número de professores aumentou "quase o dobro", um compromisso que segue "instruções do Governo central".

"Neste momento, há cerca de 6.700 alunos que estão a estudar a língua portuguesa nas escolas secundárias. Já não falo dos alunos que estão a estudar em Portugal, cada vez há mais alunos que vêm para Portugal para prosseguirem os estudos e também estamos a incentivar os alunos para virem", disse.

Pelo contributo para o desenvolvimento da Educação e ensino da língua e cultura portuguesas, Alexis Tam vai ser distinguido pela Universidade de Lisboa com o título de doutoramento 'Honoris Causa', numa cerimónia agendada para março.

"Fiquei muito feliz com esta honra. Significa que eu e a minha equipa estamos a executar bem a política de promover a língua a cultura portuguesa em Macau. Penso que estamos a fazer bem o nosso trabalho, que é apreciado pela Universidade de Lisboa. Para nós, este título de 'Honoris Causa' pode encorajar-nos a fazer mais no futuro. Isso eu garanto, que o Governo da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau] vai fazer mais no futuro", sublinhou.

Em declarações à Lusa, Alexis Tam lembrou que em 2019 se "celebram 20 anos de Governo da Região Administrativa Especial de Macau" e o território tem todas as condições para "servir de plataforma entre a China e Portugal para a área do comércio, economia e atividades culturais".

"Pode perguntar aos cidadãos de Macau ou da China, [todos] gostam muito de Portugal", destacou Alexis Tam.

"Esteve aqui há pouco tempo o Presidente da China, Xi Jinping. Foi muito bem recebido pelo povo português e também já foi anunciado que o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, vai visitar a China e Macau. Penso que todos os cidadãos vão ficar muito contentes com isso e por isso somos amigos. Os povos são amigos", reforçou.

Sem abordar o futuro de Macau após 2049, quando termina o período de transição acordado entre Portugal e a China, o responsável prometeu que as relações entre a RAEM e os portugueses são inquebráveis.

Alexis Tam disse ter a "certeza absoluta" que se reforçará a amizade com Portugal, "como o vinho do Porto".

"Quanto mais velho, melhor. Esta amizade vai manter-se e, pessoalmente, espero que continuemos a ser amigos, os dois povos", finalizou.

AXYG // PJA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Termina sequestro em autocarro no Rio de Janeiro, suspeito morto pela polícia

O sequestro dos passageiros de um autocarro na ponte que liga a cidade brasileira do Rio de Janeiro e Niterói terminou cerca das 09h00 locais (13h00 em Lisboa) com a morte do suspeito, informou a Polícia Militar.

Twitter bane propaganda dos 'media' controlados pelo Estado após suspender contas associadas à China

A rede social Twitter informou esta terça-feira que não aceitará mais "propaganda de órgãos de imprensa controlados pelo Estado", condenando comportamentos "manipuladores", depois de anunciar que suspendeu quase mil contas associadas ao regime chinês.

Quatro mil pessoas retiradas de casa devido a incêndio na Grã Canária, Espanha

Um incêndio florestal que lavra desde sábado em Valleseco, na ilha espanhola Grã Canária, obrigou à retirada de quatro mil pessoas de 40 localidades, informou este domingo o presidente do Governo das Ilhas Canárias.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.