Info

Eurogrupo apoia por unanimidade irlandês Lane para Comissão Executiva do BCE

| Política
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 11 fev (Lusa) -- O Eurogrupo, reunido hoje em Bruxelas, apoiou por unanimidade a nomeação do governador do Banco Central da Irlanda, Philip Lane, para a Comissão Executiva do Banco Central Europeu (BCE), onde irá substituir o alemão Peter Praet.

"O Eurogrupo apoiou unanimemente Philip Lane, governador do Banco Central da Irlanda, para se tornar membro da comissão executiva do BCE. O Philip é uma excelente escolha", escreveu o presidente do fórum de ministros das Finanças da zona euro, Mário Centeno, na sua conta oficial na rede social Twitter.

Em comunicado, o Eurogrupo adianta que a recomendação ao Conselho Europeu -- constituído pelos chefes de Estado e de Governo da UE -- deverá ser formalmente adotada já na terça-feira, por ocasião do Conselho de ministros das Finanças da UE (Ecofin).

Após consultas com o Parlamento Europeu e o Conselho do BCE, o Conselho Europeu deverá oficializar, na próxima cimeira de líderes (22 e 23 de março), a nomeação de Lane, que então sucederá a Praet a partir de 01 de junho de 2019, para um mandato não renovável de oito anos.

Hoje, à entrada para a reunião do Eurogrupo, Centeno comentou que se trata de "uma nomeação muito importante, de um economista com grande experiência de Banco Central, e com uma formação de elevadíssima qualidade", pelo que esperava um "apoio muito forte para a nomeação de Philip Lane", o que se verificou.

ACC/ANE // CSJ

Lusa/fim

+ notícias: Política

Presidente pede mobilização contra aumento dos crimes de violência

 Presidente da República defendeu hoje que nenhuma vítima de crime se deve sentir sozinha ou esquecida, referindo que o "brutal aumento da violência doméstica" divulgado nas últimas semanas exige uma mobilização e mudança da sociedade.

PS acusa autarca de Amarante de má gestão. Câmara nega e justifica

O PS acusa o autarca de Amarante de má gestão e de levar as contas da autarquia 'ao vermelho'. Em causa está um empréstimo de 1,5 milhões de euros sendo que a Câmara diz que o dinheiro se destina a 30 projetos e investimentos que estão em curso.

Governo vai contratar mil funcionários para as escolas

O Ministério da Educação vai contratar mais mil funcionários para as escolas e criar uma bolsa que permita aos diretores substituir trabalhadores que estejam de baixa médica, duas medidas aplaudidas pelos diretores escolares.

Atualizado 22-02-2019 14:03

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.