Info

Duas estudantes universitárias desalojadas devido à queda de grua no Porto

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 10 fev (Lusa) -- A queda da grua de grande porte hoje ocorrida na Rua da Torrinha, no Porto, destruiu parte do telhado de uma habitação onde residiam duas estudantes que terão de ser realojadas, segundo o comandante dos Sapadores Bombeiros do Porto.

Segundo o responsável, há ainda quatro pessoas que foram assistidas no local pelo INEM, mas sem necessidade de serem transportadas ao hospital.

Um dos feridos é um bombeiro que "sofreu um pequeno corte numa mão", e as outras três pessoas sofreram crises de ansiedade, devido ao "susto" que apanharam.

Em declarações aos jornalistas, Carlos Marques explicou que a infraestrutura caiu sobre uns armazéns desativados, mas "a ponta da lança" da grua atingiu o telhado do prédio de habitação, onde residiam as duas jovens universitárias.

"Neste momento estamos a avaliar as condições para em breve ser retirada a grua e estabelecermos as condições de habitabilidade", referiu, salientando que "os trabalhos deverão prolongar-se por todo o dia".

A grua caiu cerca das 08:30, mas as circunstâncias em que o incidente ocorreu ainda estão a ser apuradas.

PM // JNM

Lusa/fim

+ notícias: Norte

População de freguesia de Lamego queixa-se de descargas poluentes no rio Neto

A população de Cambres, em Lamego, queixa-se de descargas constantes feitas no rio Neto alegadamente por uma unidade industrial. Os habitantes locais dizem que as águas estão cada vez mais poluídas e que é cada vez mais difícil suportar o mau cheiro. A Câmara Municipal de Lamego confirma o agravamento da situação e garante que todos os casos têm sido comunicados às autoridades competentes.

Mesão Frio sem combustível há três dias

Os efeitos da greve dos motoristas de matérias perigosas faz-se sentir em Mesão Frio. O único posto de abastecimento da vila está sem combustiveis desde segunda feira e a população desespera para conseguir manter a normalidade dos serviços.

Perfurações em pedreira obriga ao corte de estrada 'vital' para a população em Guimarães

As perfurações ocorridas numa pedreira em Airão Santa Maria, Guimarães, obrigaram ao encerramento de uma estrada que a população diz ser vital para a mobilidade na freguesia. A autarquia alega razões de segurança.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.