Info

"Estou convicto que estaremos na frente no final"

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

O FC Porto saiu, esta sexta-feira, apenas com um empate do terreno do Moreirense (1-1), em jogo relativo à jornada 21 do campeonato. Sérgio Conceição comentou a “falta de eficácia” dos Dragões, mas vincou que os dois empates para a Liga apenas representam um momento da temporada e mostrou-se convicto que, no final, os azuis e brancos terminarão no topo da tabela.

Atualizado 09-02-2019 11:52

Falta de eficácia
“Fizemos uma primeira parte de grande nível. Houve apenas uma defesa do Iker na primeira parte, nós tivemos algumas situações dentro da grande área que foram claras. Tivemos ocasiões para ir para o intervalo com vantagem no marcador. Na segunda parte, não entramos tão bem no jogo, permitimos ao Moreirense sair com algum perigo. Sofremos o golo através de uma situação de bola parada e, depois, continuamos à procura do golo. Fizemos o empate, tivemos mais uma ou outra oportunidade para sairmos daqui vencedores. Estamos a atravessar um momento no qual criamos, chegamos à baliza, mas não conseguimos meter a bola dentro. A diferença está na eficácia.”

Mudança tática
“Tivemos algumas situações de posse de bola muito interessantes. O Óliver apareceu muitas vezes em zonas que normalmente não aparece, o Héctor também. Fizemos todos os jogos da Liga dos Campeões a jogar em 4-3-3, não houve problema nesses encontros, até porque fizemos uma fase de grupos fantástica. É apenas um momento, no qual criamos imensas situações de golo e não concretizamos. Ficaria bastante preocupado se não conseguíssemos impor um volume de jogo ofensivo interessante como temos tido. Agora, o futebol faz-se de golos e o resultado no final tem a ver com isso.”

Mérito pelo trabalho coletivo
“Tivemos algumas ocasiões para ganhar o jogo de forma tranquila. Com certeza que o treinador do Moreirense dirá que o empate foi justo, mas estamos conscientes de que este é praticamente o 10.º jogo depois do início do ano. São muitos jogos. Este foi o 26.º jogo sem perder de forma consecutiva. É de louvar o trabalho que o grupo tem feito. Tenho a plena convicção de que este é apenas um momento e que, em jogos em que teremos menos situações de golo, iremos ganhar.”

Contas só no final
“Trabalhamos e refletimos sempre sobre as coisas que não são tão positivas no jogo. Somos o FC Porto, somos um clube vencedor. No ano passado estivemos à frente quase a época toda, passámos para trás quando faltavam dois meses para terminar a temporada, voltámos a colocarmo-nos na frente e, no final, fomos campeões. No final, veremos onde vamos estar. A minha convicção é que estaremos na frente.”

Arbitragem de Jorge Sousa
“Não falo mais de arbitragem até ao final da época.”

+ notícias: FC Porto

Samuel Caldeira foi o melhor portista na terceira etapa da Volta à Turquia

Samuel Caldeira foi o melhor ciclista da W52-FC Porto na 3.ª etapa da Volta à Turquia, realizada esta quinta-feira, entre Çanakkale e Edremit, terminando na 19.ª posição. O algarvio cumpriu os 122,6 quilómetros em 2h50m12s, o mesmo tempo que o vencedor da etapa, Fabio Jakobsen (Deceuninck – Quick-Step), numa chegada ao sprint.

"Vamos entrar com tudo para o resto da segunda fase"

Depois de vencer o Benfica fora de portas (79-84), na 5.ª jornada da 2ª fase da Liga Portuguesa de Basquetebol, o FC Porto enfrenta nova deslocação, desta vez aos Açores, para defrontar o Lusitânia.

Herrera: "Acho que foi um resultado injusto, não merecíamos perder em casa desta maneira"

"Sofremos bastante nas transições, deixamos muitos espaços e fomos mais desorganizados, o que é normal porque estávamos a tentar recuperar de um resultado praticamente impossível e tentar deixar uma boa imagem. A verdade é que a nível pessoal termino tranquilo, estou muito orgulhoso em pertencer a esta equipa e a esta instituição e agora é pensar no campeonato e na final da taça que aí vem. Acho que foi um resultado injusto, não merecíamos perder em casa desta maneira, mas foi assim e agora não há nada a fazer. Fizemos um jogo impressionante, muito agressivo. Penso que se tivéssemos marcado um golo antes deles o jogo tinha tido outro rumo. Se entrarmos assim com esta mentalidade no campeonato estou convencido de que vamos ser felizes no final. Os adeptos têm sido incríveis, o apoio que nos dão em cada jogo é espetacular e nós temos de absorver esta energia positiva que eles nos dão e ser mais fortes".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.