Info

Suspeitos de tráfico de droga detidos pela GNR do Porto ficam em prisão preventiva

Suspeitos de tráfico de droga detidos pela GNR do Porto ficam em prisão preventiva
| Norte
Porto Canal com Lusa

O Comando Territorial da GNR do Porto anunciou este sábado a detenção de dois homens suspeitos do crime de tráfico de droga, nos concelhos da Maia e de Valongo, tendo-lhes apreendido 1.274 doses de haxixe.

Em comunicado, a GNR esclarece que os detidos já foram presentes ao Tribunal Judicial da Maia, na sexta-feira, que decretou a prisão preventiva para os dois homens, de 43 e 52 anos.

A GNR refere que a investigação por tráfico de droga decorreu durante oito meses.

Os militares deram cumprimento a dois mandados de busca domiciliária, dos quais resultou também a apreensão de quatro telemóveis, dois bastões extensíveis, uma soqueira, um par de algemas, três veículos (dois ligeiros e um motociclo), material utilizado para o corte e embalamento do produto estupefaciente e 8.465 euros.

Esta ação desenvolvida pelo Núcleo de Investigação Criminal de Matosinhos contou ainda com o empenhamento de militares da Secção de Informações e Investigação Criminal do Porto.

+ notícias: Norte

Cortes na circulação devido ao Túnel do Bolhão deixa comerciantes preocupados

Arrancaram, esta terça-feira, as obras do novo túnel do Bolhão, no Porto. Durante os próximos cinco meses não vão circular carros nem peões entre a Rua Formosa e a Rua Alexandre Braga e os comerciantes daquela zona estão preocupados com os prejuízos que a construção possa causar.

Dois meses depois, instituição 'Kastelo' continua sem camas novas

O Governo vai abrir mais 449 camas para cuidados continuados até ao final do ano mas não incluem a única associação de cuidados continuados destinados a crianças na Península Ibérica. Há dois meses a Ministra da Saúde comprometeu-se a aumentar a capacidade da instituição 'Kastelo', situada em Matosinhos, mas não há sinais de alargamento apesar da lista de espera e dos quartos vazios.

Norte vai ter mais 151 camas para cuidados continuados até ao fim do ano

O Governo vai reavaliar o modelo e o financiamento da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados. A região do Norte vai ter assim até ao fim do ano mais 151 camas das 446 previstas. 

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.